quinta-feira, 21 de outubro de 2010

BLOGUEIRO DENUNCIA COMPRA DE VOTOS EM COELHO NETO/MA

Só em Coelho Neto
 Talvez a cidade de Coelho Neto, na região Leste Maranhense, tenha sido a única cidade do Brasil, há ter Agentes Comunitários de Saúde, em pleno horário de trabalho, aliciando eleitores, em uma versão dissimulada, de compra de voto, amando do prefeito do município, Soliney Silva, PSDB,

Entenda como o crime eleitoral aconteceu.

O prefeito reuniu os Agentes Comunitários de Saúde, e deu a cada um, bom dinheiro, para que eles executem a compra de voto.

O negocio aconteceu assim: os Agentes de Saúde que não são obrigados a se prestar a este tipo de serviço, por ter sido efetivado no governo Magno, iniciavam suas visitas rotineiras como se estivessem exercendo as suas funções. Quando chegavam às casas, cadastravam os eleitores para receber 50 reais, cada um; não precisava trabalhar a obrigação do cadastrado era só votar nos candidatos do prefeito. Como garantia, recebiam uma pulseira, que davam direito aos eleitores vendidos, um dia após as eleições, receberem o dinheiro. Em forma de pressão psicológica, o cadastrado era obrigado a fornecer um numero de um de seus documentos pessoais. Segundo os agentes de Saúde, com o numero do documento, o prefeito saberia se o eleitor que tinha vendido o seu voto por 50 reais, não teria votado em Max Barros e Gastão Vieira.
Devido os Agentes Comunitários de Saúde, andar em cada casa do município, tanto da sede quanto da zona rural, acredita-se que esta manobra criminosa feita pelo o prefeito Soliney Silva, diante das outras, é a que mais redeu eleitoralmente.

Quando Soliney disputou a prefeitura em 2008, ele ofereceu um almoço para os agentes comunitários de Saúde, em sua residência, no povoado Pimentas. Naquela oportunidade, mesmo ainda não sendo prefeito, o esquema fraudulento e criminoso, aconteceu com estes e outros métodos de compra de voto. Soliney Silva foi o campeão, em sua eleição de prefeito. Agora em 2010, deu o maior numero de voto para os seus deputados.

Será que ainda há justiça para crime eleitoral neste País?

Ezequias Martins/Portal Leste Maranhese

0 comentários:

Postar um comentário