domingo, 10 de outubro de 2010

CASTELO AFIRMA QUE A ELEIÇÃO DE SERRA É UMA CHANCE DE SALVAR O MARANHÃO

PREFEITO DE SÃO LUÍS FAZ DURAS CRÍTICAS AO GRUPO SARNEY

O prefeito de São Luís, João Castelo, fez na manhã de ontem duras críticas ao grupo Sarney e defendeu com ênfase a importância da eleição de José Sarney para a Presidência da República. “Precisamos disseminar a campanha de Serra em todos os municípios do nosso Estado. Nesta luta, precisamos estar todos juntos. Porque se Serra ganhar, o Maranhão vai ser salvo do atraso, e vai ser salvo da corrupção e da vergonha de ser uma das unidades mais pobres da Federação”, ressaltou Castelo.

Acompanhado da primeira dama e ex-prefeita Gardênia Gonçalves, Castelo coordenou um encontro com lideranças e dirigentes do PSDB, durante o qual discutiu estratégias para que os tucanos e seus aliados políticos ajudem a reforçar a campanha de José Serra no Maranhão.

Durante a reunião, realizada no auditório do Hotel Abbeville, Castelo fez um inflamado discurso dizendo que o grupo Sarney, ao longo dos últimos anos, agiu deliberadamente para empobrecer o povo e prejudicar o desenvolvimento econômico do Estado.

Ele lembrou que o então governador Jackson Lago celebrou um convênio no valor de R$ 150 milhões com a Prefeitura de São Luís, para livrar a capital maranhense do caos em que se encontrava. De forma lamentável, após a cassação do mandato de Jackson, o governo de Roseana Sarney seqüestrou tanto os recursos que seriam liberados para São Luís quanto para outros municípios.

“É porque para este grupo só servem os prefeitos subalternos, que se submetem a qualquer tipo de bandalheira”, afirmou Castelo. Com seu discurso, ele defendeu a importância da eleição de Serra para o Brasil e, especialmente, para o Maranhão.

Castelo disse que está convencido de que, neste segundo turno da eleição presidencial, Serra poderá ter a maioria dos votos tanto dos eleitores de São Luís quanto da maioria dos eleitores das demais regiões maranhenses.

Além do presidente do PSDB no Maranhão, o deputado federal Roberto Rocha, o encontro contou também com a presença da deputada estadual Gardênia Castelo, dos vereadores João Batista e José Joaquim, da ex-secretária de Segurança Cidadã, Eurídice Vidigal, e de um grande número de militantes da Juventude e do Movimento PSDB Mulher.

Em seu discurso, incisivo e contundente, João Castelo enfatizou o valor do caráter e da experiência administrativa de José Serra. “Não é possível que o Maranhão queira perder o bonde da História. Durante toda a campanha, ele foi o único candidato a presidente que valorizou o Maranhão, e veio a São Luís trazer a sua mensagem. Agora, com esta nova eleição, em segundo turno, não podemos perder a chance de ajudar a salvar o nosso Estado”, enfatizou Castelo.

Em tom de desabafo, ele lembrou que há 30 anos enfrenta o grupo Sarney. “Eu sacrifiquei toda a minha juventude; eu sacrifiquei a minha vida, lutando sem medo para enfrentar os desmandos, a irresponsabilidade, a incompetência e a bandidagem dos maus políticos do Maranhão. Portanto, estou há 30 anos na oposição; não oposição ao governo, e sim oposição aos desmandos que empobrecem e infelicitam o nosso povo”.

Sob aplausos, Castelo recordou que a Ilha de São Luís sempre foi rebelde e nunca aceitou cabresto de ninguém. “É por isto que vou continuar resistindo. Porque, abaixo de Deus, só o povo me comanda. Vocês não vão ver nunca João Castelo encabrestado”, enfatizou.

Por Manoel Santos Neto/ JP

0 comentários:

Postar um comentário