segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

DÓ BACELAR DIZ, 'NÓS SOMOS INOCENTES'

Dó Bacelar, prefeito de Porto, fala em nome dos oito prefeitos presos na Operação Geleira
 Dó Bacelar fala em nome dos prefeitos presos
O prefeito da cidade de Porto, Dó Bacelar (PMDB), tesoureiro da Associação dos Prefeitos (APPM), falou em nome de todos os outros prefeitos presos na 'Operação Geleira', deflagrada na quarta-feira passada, dia 19, e esclareceu o caso após um total de 30 pessoas terem passado cinco dias presas acusadas de envolvimento num esquema de notas fiscais frias com prefeituras e empresas de contabilidade.

Os oito prefeitos presos, além dos ex-prefeitos, lideranças, secretários municipais, empresários, advogados e assessores parlamentares, tiveram uma reunião marcada para esta segunda-feira (24/01) na sede da APPM. Dó Bacelar concedeu entrevista falando sobre o assunto e esclareceu que ele e todos os gestores envolvidos são "inocentes". Dó Bacelar acrescentou que a população de cada município envolvido está do lado do gestor.

"Nós estamos compromissados mais ainda com a população, com quem votou e é maioria. E n[os vamos voltar dando ainda mais andamento das coisas. Quero que a imprensa vá em nossas cidades e veja que estamos sendo levados pelo povo, temos apoio da maioria. Somos recebidos com ainda mais festa. Quando souberam que iríamos ser soltos, soltaram foguetes. É porque sabem da nossa inocência. Respeitamos o trabalho da PF", afirmou.

Dó Bacelar explicou que nunca se recusou a prestar esclarecimentos à Justiça e garante que a APPM, que ele chama de "sindicato dos prefeitos", defende todos. "Nós fomos notificados e comparecemos até com uma hora de antecedência. Para mostrar que não estamos escondendo nada de ninguém. A APPM, queiram ou não, é o nosso sindicato. É nossa entidade, que tem que defender os prefeitos. E vai defender. Mas nós nem tivemos acessos aos autos. Não sabemos nem o que aconteceu e nem o que vai aconecer. Nos todos vamos provar essa inocência. Tudo o que houve não passa de problemas técnicos".

A OPERAÇÃO GELEIRA
Deflagrada na quarta-feira passada, em ação conjunta da Polícia Federal no Piauí e da Controladoria Geral da União (GRU) a operação Geleira cumpriu 30 mandados de prisão e ainda 84 mandados de busca e apreensão. Participaram da operação simultanemanete 325 policiais federais de vários estados e 28 servidores da CGU. A Operação Geleira foi deflagrada com a finalidade de desarticular uma rede criminosa especializada na comercialização de notas fiscais frias e desvio de recursos públicos de prefeituras do interior do Estado do Piauí.

Foram presos os seguintes prefeitos:
01-Bismarck Santos de Arêa Leão, PTB - Prefeito de Miguel Leão
02-Isael Macedo Neto, PTB - Prefeito de Caracol
03-Joedison Alves Rodrigues, PTB - Prefeito de Landri Sales
04-João Melancia, PMDB - Prefeito de Várzea Branca
05-Jorge de Araújo Costa, PTB - Prefeito de Ribeira do Piauí
06-Domingos Barcelar de Carvalho, o Dó Bacelar, PMDB - Prefeito de Porto
07-Teresinha de Jesus Miranda Dantas, PSDB - Prefeita de Eliseu Martins
08-Valdir Soares da Costa, PT - Prefeito de Uruçuí

Com inforfações do 180 graus 

0 comentários:

Postar um comentário