sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

ENEM: PROBLEMAS PARA VER NOTAS

Fernanda Nogueira e Nathália Duarte Do G1, em São Paulo

Estudantes relatam dificuldade para acessar as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2010. Os jovens dizem ter problemas com as senhas que devem ser usadas para entrar no sistema do Ministério da Educação. Além disso, há casos de anulação da prova do segundo dia.

Gabriella Ferreira Carneiro, de 21 anos, do Rio de Janeiro, disse que tentou recuperar a senha. Recebeu uma outra, provisória, por SMS. Ao tentar usá-la no site do MEC, a senha apareceu como inválida. “Falam que é para ligar para o 0800, mas é impossível falar. Ligo desde as 8h”, afirmou.

A estudante está preocupada com a possibilidade não conseguir se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (SiSU), que selecionará estudantes para cerca de 83 mil vagas em universidades públicas do país.

Patrícia Oliveira do Nascimento, de 23 anos, que também mora no Rio de Janeiro, chegou a acessar a nota às 23h desta quinta-feira (13). Meia hora depois tentou de novo e não conseguiu mais. “Mandaram outras senhas por SMS, mas aparece inválida”, disse. “Faculdades importantes utilizam esse sistema, que parece falido desde o começo”, disse.

João Pedro, de 17 anos, de Cascavel (PR), disse que recebe a informação no site do Enem de que não há nenhum e-mail nem SMS dele cadastrado para o envio da senha provisória, já que a senha dele não funciona. O estudante tenta entrar em contato com o 0800 do MEC desde as 8h e não consegue contato. "Lembro de ter cadastrado todos os meus dados quando fiz a inscrição no Enem. É bug do site deles. O 0800 só funciona até as 18h de hoje. Se eu não recuperar a senha, não vou poder me inscrever no SiSU", afirmou o estudante.

Leandro Paz da Silva, de 21 anos, de Porto Alegre, disse ter conseguido acessar a nota por volta das 10h após tentativas por duas horas. "Antes disso, tentei várias vezes e não conseguia. Tem muita gente desesperada, com medo de não conseguir fazer inscrição no SiSU", disse o jovem.

Segundo informações da assessoria de imprensa do MEC fornecidas por volta das 10h, o problema ocorreu porque a cada pedido de nova senha dos estudantes era enviada uma nova senha. Agora, foi feita uma mudança no sistema e toda vez que estudante pedir nova senha, receberá a mesma. De acordo com a assessoria, o jovem deve pedir a senha e esperar até dez minutos para receber a nova por SMS ou por e-mail. Só após esse período, se não receber a senha, deve pedir outra.

Até as 9h30, o MEC afirmava que nenhum relato de problemas com o acesso às notas havia sido registrado.

De acordo com o MEC, a nota do Enem dos estudantes será carregada automaticamente no SiSU, quando o sistema for acessado. Isso evitará que o jovem seja prejudicado se não conseguir ver sua nota, segundo o ministério. A senha a ser usada no SiSU é a mesma senha do Enem.

Prova do segundo dia

O G1 ouviu relatos de três estudantes que disseram ter tido a nota do segundo dia de provas do Enem anulada. "Aparece no site que a minha nota do segundo dia e a redação foram anuladas. Tento a mais de uma hora falar no 0800 e não consigo", disse Renata Alves Galeão, de 18 anos, de São Paulo.

Layla Moreira e Souza, de 20 anos, de São João Nepomuceno (MG), relata o mesmo problema. "Minha nota do segundo dia e da redação não aparecem", disse. A estudante diz que ligou para o 0800 e recebeu a informação de que abririam uma "demanda, mas não tinham previsão de resposta", afirmou. "Tenho certeza que respondi tudo direito."

O MEC disse que não há problema no sistema do Enem neste caso. Segundo a assessoria de imprensa, vários motivos podem anular uma prova, o mais comum é não ter marcado a cor da prova no gabarito. Outro exemplo é ter se identificado na folha da redação. Segundo o MEC, a prova traz a orientação de que o estudante não deve se identificar nesta folha.

Carolina, de 17 anos, de Barueri (SP), diz se lembrar de ter preenchido o gabarito corretamente e de não ter se identificado na redação. "Os fiscais passam os primeiros 15 minutos de prova dizendo para preenchermos cada área do gabarito. Fiz isso. Sei que não me identifiquei na redação", afirmou. A mãe da estudante, Ana Maria Costa, disse ter feito, junto com a filha, uma reclamação no 0800 do MEC. "Já perguntei a ela várias vezes se fez tudo certo. Ela diz que fez. Foi uma das últimas a sair da sala. Temos o rascunho da prova dela. Até agora não temos resposta", afirmou Ana Maria. Carolina pretende tentar uma vaga no curso de relações internacionais na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

(Globo.com)

0 comentários:

Postar um comentário