quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

DEPs FOGEM DO BLOQUINHO COMO O DIABO DA CRUZ

Ameaças concretas e pressões irresistíveis do Palácio dos Leões provocaram, em menos de 48 horas, um processo de fuga em massa do Bloco da União Democrática, responsável pelas derrotas de Ricardo Murad, Max Barros e Manoel Ribeiro, candidatos de Roseana à Presidência na Assembléia Legislativa.

Cresce como um tumor incontrolável o Bloco Parlamentar Pelo Maranhão que tem como líder indicado o deputado médico Stênio Rezende. A formação do novo Bloco agride o regimento, mas ele está sendo consolidada sob a alegação de que os parlamentares que assinaram filiação ao BUD o fizeram antes da posse. Eles acusam o presidente da Assembléia, Arnaldo Melo, de “uso indevido de eventual documento assinado antes da posse para fins exclusivos de formação de chapa para concorrer à Mesa Diretora”.

Tinham assinado requerimento pedindo a retirada de seus nomes do Bloco da União Democrática até esta manhã, os deputados Alexandre Almeida, Edson Araújo (ameaçado de cassação pela executiva de seu partido, o PSL) e Leo Cunha. As análises políticas mais otimistas indicam que vão permanecer no Bloco apenas os deputados Eduardo Braide e Bira do Pindaré. Isto se Bira não acabar no Bloco do eu sozinho.

JM Cunha Santos/JP

0 comentários:

Postar um comentário