quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

TARIFAS DE ÁGUA E ESGOTO PODEM SUBIR 58% NO MA

Até o fim do semestre, o valor das tarifas de água e esgoto deverá aumentar em média 58% em todo o estado. Esta é a proposta de reajuste que está em fase de discussão e que foi apresentada ontem pela diretoria da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) a órgãos como a Secretaria de Estado da Saúde (SES), Ministério Público (MP) e outras instituições convidadas. A próxima reunião deverá ser realizada amanhã, novamente na sede da Caema.

Caso a proposta seja aprovada, a empresa terá de reduzir custos para aumentar a receita e diminuir o déficit. Atualmente, por cada m³ a Caema tem um custo de R$ 3,446, com receita de R$ 1,496 e déficit de R$ 2,438. Com a aplicação das novas tarifas, o esperado é que o custo passe a ser de R$ 2,9570 e a receita de R$ 2,3692. “Mesmo com o aumento, ainda não conseguiremos equilibrar o custo com arrecadado”, informa o presidente da Caema, João Reis Moreira Lima,.

Com a alteração, o valor de R$ 8,70 que era cobrado por cada 10 m³ subirá para R$16,30 ou R$ 15,00, dependendo da proposta que será aprovada. Para cada 30 m³ de R$ 50,50 o valor passará a ser de R$ 90,30 ou R$ 79,30. Já para 50 m³, o que antes era R$ 127,30 será de R$ 208,90 ou R$ 182,10. “Atualmente, a conta de água só pesa 3% em um salário mínimo”, afirma João José Serra, chefe da Assessoria de Planejamento da Caema.

Uma das justificativas da Caema para a elevação é que o abastecimento de água precisa ser ampliado no estado. Atualmente, somente 75% da população urbana possui cobertura de água. No serviço de esgoto, o número reduz para apenas 10%, na mesma área. “Para a universalização do acesso aos serviços de água em esgoto o custo será de cerca de R$ 5 bilhões”, informa João José Serra.

O reajuste também servirá para que obras sejam executadas. Algumas delas é a substituição da adutora do Italuís, que demandará um investimento de R$ 123 milhões; a ampliação do sistema do esgotamento sanitário, de R$ 114 milhões de investimento; ampliação de abastecimento em São José de Ribamar e Itapecuru-Mirim, de investimento R$ 24 milhões e R$ 22 milhões, respectivamente.

Do Blog do John Cutrim

0 comentários:

Postar um comentário