terça-feira, 29 de março de 2011

MORRE O VICE-PRESIDENTE JOSÉ ALENCAR AOS 79 ANOS

 José Alencar estava desenganado pelos médicos, praticamente sem chances de resistir à doença, há cerca de dois anos. Nessa fase, em uma madrugada, o filho dele, Josué Gomes da Silva, que toca a Coteminas, recebeu uma ligação dos médicos do vice-presidente para que ele se preparasse para o pior.

Josué estava em uma viagem de trabalho nos Estados Unidos, telefonou para a mãe, dona Marisa, para começar a preparar a família.

Muito religiosa, dona Marisa perguntou ao filho quem estava dizendo isso. Josué respondeu que foram os médicos, e ela questionou:
“Mas combinaram com Deus?”.

Surpreendentemente depois de várias tentativas de tratamento, os médicos que trataram José Alencar, entre eles Roberto Kalil e Paulo Roth, decidiram fazer uma última experiência: eles reuniram, numa mesa no Hospital Sírio-Libanês, e resolveram fazer um coquetel que combinasse todos os remédios ao mesmo tempo, um tratamento inédito em um paciente na gravidade dele
.
Deu certo. Milagre ou não, o câncer começou a regredir.

Segundo dona Marisa, ainda não tinha chegado a hora.

Desde o início do governo Lula, José Alencar foi sempre um entusiasta do governo. Empresário, com a vida bem sucedida em todos os setores pelos quais passou, se tornou de fato um grande amigo de Lula.

Os dois, ao menos uma vez por semana, ou até mais, se reuniam em torno de uma mesa para conversar sobre a vida, em encontros regados a uma cachacinha produzida pelo próprio Alencar.

As conversas eram agradáveis e sempre desesperadoras. Dessas conversas saíram muitas decisões de governo.

Alencar foi mais do que um vice fiel e leal a Lula. Ele foi um conselheiro durante os dois mandatos de governo.

Ele vai fazer falta.

Fonte: IG

0 comentários:

Postar um comentário