sexta-feira, 20 de maio de 2011

ANALFABETOS TIRAM CARTA DE MOTORISTAS NO PIAUÍ, VEJA

Fraude ocorria em nove Centros de Formação de Condutores. Candidatos conseguiam carteiras de habilitação com documentos falsos

|Uma operação realizada nesta sexta-feira, em Teresina (PI), pela Polícia Civil do Piauí desarticulou um esquema fraudulento de expedição de Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH). Segundo a “Operação Trânsito, pessoas de outros estados e até analfabetos estavam conseguindo tirar carteiras de habilitação no Piauí. 

Ao todo, segundo informações do Detran, dez Centro de Formação de Condutores (CFC’s) tinham envolvimento na fraude. Eles ficaram em Teresina; Parnaíba, cidade a 268 quilômetros da capital piauiense, e Piracuruca, município a 177 km da capital piauiense. Pelo menos 150 processos de expedição de carteiras de habilitação fraudulentos estão sendo investigados.

Conforme dados da Polícia Civil piauiense, os condutores conseguiam suas carteiras de habilitação apresentando documentos falsos ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran) do Piauí. Os candidatos apresentavam carteiras de identidade falsificadas e comprovantes de residência fraudulentos. Isso permitia, por exemplo, que condutores da Bahia, São Paulo e até Rio Grande do Sul conseguissem carteiras de habilitação em Teresina ou que condutores analfabetos conseguissem carteiras de habilitação.

Alem disso, o esquema também contava com bancas de avaliadores do Detran que facilitavam a aprovação de candidatos. A direção do Detran informou que já fez uma substituição das bancas o que teve como impacto imediato um maior índice de reprovação nas provas de legislação. Hoje, metade dos candidatos a uma CNH no Piauí são reprovados.

As investigações foram iniciadas no ano passado após denúncias de algumas auto-escolas de que concorrentes estavam burlando o sistema do Detran para permitir a aprovação de condutores analfabetos ou em tempo recorde. Pelas denúncias, houve casos de condutores que conseguiram tirar uma CNH em uma semana, quando esse processo demora entre dois e três meses normalmente.

Durante a operação realizada nesta sexta-feira, foram cumpridos 30 mandados de busca e apreensão de documentos por 150 homens da Cico (Comissão organizadora do Crime Organizado). As auto-escolas que estão sendo investigadas por crimes de fraude, falsidade ideológica e formação de quadrilha. O Detran irá descredenciar as auto-escolas em que houve comprovação de participação nessa fraude.

Wilson Lima, iG Maranhão

0 comentários:

Postar um comentário