quinta-feira, 19 de maio de 2011

MA É O QUE MAIS ABUSA DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Nesta semana foram realizadas, em vários estados do país, manifestações contra os abusos a crianças e adolescentes. Somente neste ano, nos três primeiros meses - janeiro a março, o Disque Direitos Humanos, mais conhecido como Disque 100, recebeu, em todo o Brasil, 4.205 denúncias.

Uma matéria da Radioagência, da Agência Brasil, transmitida no começo da noite do desta quarta-feira (18), chamou a atenção para os números alarmantes da região conhecida como Amazõnia Legal, que é composta por estados do Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

De acordo com os dados da Secretaria dos Direitos Humanos da Presidência da República e da Secretaria Nacional da Proteção dos Direitos da Criança e do Adolescente, do total, 659 foram registradas contra os estados que compõem a região.

Para piorar a situação, o estado do Maranhão foi o que mais recebeu denúncias: 217 nos três primeiros meses do ano. Isso representa 72,33 denúncias por mês e 2,41 por dia.

Em segundo lugar vem o Pará com 155, depois: Amazonas com 105; Mato Grosso com 73, Rondônia com 46, Acre com 28, Tocantins com 23, Amapá 8 e Roraima 4.

O ponto positivo ficou por parte da redução no percentua de abusos nas cidades turisticas. De acordo com um dos coordenadores do Comitê Nacional de Enfrentamento Violência Sexual Contra a Criança e Adolescente, Sabino Manda, a diminuição se deu por causa da vigilância do poder público e a comunidade, que está denunciando mais. "Existe o Disque Direitos Humanos que ajuda a reduzir os números de abusos. É importante frisar que os novos mecanismos ajundam a diminuir os casos", revelou.

História
O dia contra a exploração e abusos a crianças e adolescentes foi instituido por lei por causa de um caso que aconteceu no dia 18 de maio de 1973, em Vitória, no Espírito Santos. Uma criança de 8 anos, chamada Araceli, foi espancada, violentada e assassinada. Nenhum acusado foi responsabilizado pelo crime.

O Imparcial

0 comentários:

Postar um comentário