sábado, 4 de junho de 2011

DIA DO MEIO AMBIENTE TEM COMO TEMA AS FLORESTAS

Data é celebrada neste domingo, 5 de junho.
Em uma mensagem enviada na sexta-feira (03/06) para marcar o Dia Mundial do Meio Ambiente – comemorado em 5 de junho – o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que as alterações ambientais potencialmente irreversíveis ameaçam o progresso que retirou centenas de milhares de pessoas da 
pobreza.

Ban disse que o crescimento econômico trouxe custos que vão desde a poluição da água e da atmosfera, até a degradação do setor da pesca e das florestas, “tudo que causa impacto na prosperidade e no bem-estar humano”. “Não iremos construir um mundo mais justo e equitativo se não dermos o mesmo peso aos três pilares do desenvolvimento sustentável: social, econômico e ambiental”, afirmou.

Em outra mensagem, emitida durante uma reunião sobre conservação florestal em Brazzaville (República do Congo), o Secretário-Geral lembrou o tema do Dia este ano, “Florestas: a Natureza a seu Serviço”, e declarou que ao reduzir o desmatamento e a degradação florestal “nós podemos fazer um progresso significante para lidar com as ameaças das mudanças climáticas, com a perda da biodiversidade e com a degradação da terra”.

Irina Bokova, Diretora-geral da UNESCO, declarou que a data é uma oportunidade de celebrar o valor incomparável das florestas para a humanidade e para a Terra. “As florestas são os pilares da vida. Elas abrigam a maior biodiversidade do mundo. Elas alimentam os rios do mundo, alimentam seu solo e renovam o ar. Elas são vitais para o bem-estar e o desenvolvimento humanos, sustentando diretamente o modo de vida de 1,6 bilhões de pessoas, prestando serviços essenciais para todos”. (leia aqui na íntegra)

Também para comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) vai lançar no domingo (05) seu relatório “Florestas em uma Economia Verde”, em Nairóbi (Quênia) e Nova Deli (Índia). O documento reúne informações sobre os benefícios de investir nas florestas e como sua administração pode ajudar as comunidades a alcançarem a sustentabilidade.

Com informações do Elo internet

0 comentários:

Postar um comentário