segunda-feira, 20 de junho de 2011

RECUSA DE VENDA DE TERRAS E MORTE DE RIACHOS EM BURITI

O Vicente de Paula, posseiro de 150 hectares, na data Espingarda, povoado das Carrancas, municipio de buriti de Inacia Vaz, baixo parnaiba maranhense, ofereceu para o povo do Fórum Carajás umas espigas de milho de um milharal que semeara havia um mês.

Essa semeadura se encontrava numa tira de Chapada que um tal de André que obtivera através de uma troca de terras envolvendo o senhor Adão, também morador das Carrancas.

Fazia mais de mês que o André e seus funcionários raspavam tudo quanto é canto de terra entre baixões e Chapadas das Carrancas e da circunvizinhança para trocar algum pedaço com o Vicente. A proposta do Vicente e do seu irmão para o André era que trocariam os seus 150 hectares por cem hectares escriturados e oitenta mil reais.

 O corretor de imóveis chegou com 80 hectares e 10 mil reais. O irmão de Vicente se irritou logo e não quis mais saber do assunto. As áreas do Vicente e do seu Onésio na Chapada das Carrancas refrescam parte daquela Chapada amplamente desmatada pelo André e seus plantios de soja.

No final da área do Vicente alguns trabalhadores emprenham as unidades da Carvoaria do seu Noé Fernandes Filho de mata Roma com bacurizeiros e pequizeiros. Segundo o Vicente, esse desmatamento do André e  de seus confrades carvoeiros aterrou duas nascentes do riacho Tocas, afluente do rio Preto.

Mayron Régis dos Territórios Livres do Baixo Parnaíba

0 comentários:

Postar um comentário