segunda-feira, 11 de julho de 2011

DUTRA DEFENDE PROFESSOR OFENDIDO POR SARNEY, VEJA

Pesquisador que aponta Sarney como o motivo da miséria do MA é ofendido pelo Senador
O professor e pesquisador Wagner Cabral, da Universidade Federal do Maranhão(UFMA), foi acusado pelo Senador José Sarney, na Revista Veja, como desequilibrado após comprovar, por meio de números, na mesma revista, que o Senador é o verdadeiro causador de toda a miséria do Maranhão. O Deputado Domingos Dutra (PT/MA) foi ao plenário da Câmara para manifestar apoio e solidariedade a Wagner Cabral.

“Wagner Cabral é um dos melhores professores da UFMA, é um pesquisador que se dedica a estudar a história do Maranhão. Como é da índole de qualquer educador honesto, Wagner Cabral tem revelado para o Brasil os indicadores sociais negativos do Maranhão depois de 57 anos de domínio do Sr. José Saddam Mubarak Kadaf Sarney”, palavras proferidas pelo parlamentar em defesa do professor.

Na matéria, o pesquisador aponta três motivos para o atraso no Estado do Maranhão. O primeiro é a distribuição de terras pelo clã Sarney nos últimos 60 anos a empresas privadas. A consequência foi a formação de latifúndios improdutivos, que, utilizados para atividades altamente subsidiadas, como a exploração de madeira e pecuária, resultaram em quase nenhum retorno financeiro para a economia maranhense.

O esvaziamento dos cofres do Estado para levar indústrias que demandavam pouca mão de obra ao Maranhão colocou metade da população economicamente ativa hoje depende da pequena agricultura. A terceira contribuição de Sarney para a miséria do Maranhão é a corrupção desenfreada. "No Maranhão, ela é endêmica", diz Wagner Cabral o qual destaca que a República nunca chegou ao Maranhão.

Para o Deputado Dutra, Sarney não tem moral política muito menos intelectual para questionar o professor Wagner. A agressão não é apenas ao pesquisador, mas a toda Universidade Federal do Maranhão.

Por Salis Chagas da Central de Notícias

0 comentários:

Postar um comentário