sábado, 22 de outubro de 2011

CHEAGA AO FIM O MARTÍRIO DA JOVEM EM MOTEL NO MA, VEJA

Após 25 horas, chega ao fim sequestro de estudante de 17 anos pelo ex-namorado, de 36
 Foto: Wilson Lima/iG Maranhão
Fachada do motel onde a jovem ficou sequestrada, em São Luís
Durou quase 25 horas o sequestro de uma adolescente de 17 anos pelo ex-namorado, de 36, em São Luís do Maranhão. Neste período, a jovem foi baleada mas não corre risco de morte. Benedito Francisco dos Santos Lesbinos, ex-namorado da adolescente, foi preso em flagrante e deve responder pelos crimes de cárcere privado e tentativa de homicídio.

 Ele abordou a ex-namorada na manhã desta sexta-feira com um revólver calibre 32, quando ela saia da escola, o Centro de Ensino Médio Manoel Beckman, no bairro Vinhais, área da casse média de São Luís.

Pelo menos 15 colegas da jovem viram o momento do sequestro. Ele apontou a arma para a cabeça da jovem e a obrigou a entrar em um veículo Gol Preto. Depois, segundo a Polícia, a adolescente ficou circulando em São Luís dentro do carro até por volta das 16h, quando ele a levou para um motel. Policias da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) já faziam buscas pelo casal, inclusive na residência de Benedito, em um condomínio de classe média de São Luís.

Após denúncias, os policiais descobriram que os dois estavam em um motel de São Luís. Ele trancou a jovem em uma das suítes. Enquanto ela estava em posse do ex-namorado, ele disparou dois tiros acidentais. Eles atingiram o peito e o quadril da jovem, mas sem gravidade.

Por volta das 17h, ele trancou a adolescente no banheiro do motel e os policiais passaram para outra fase de negociação. As conversas com o sequestrador avançaram durante a madrugada mas ele se mantinha irredutível. Durante a noite, ele fez várias exigências. Pediu proteção policial, um carro e a presença da avá, natural da cidade de Codó, a cerca de 290 quilômetros de São Luís. Mas a cada pedido atendido, ele fazia uma nova exigência, de acordo com a polícia.

À noite, o casal até dormiu pouco, mas os policiais não invadiram o quarto com receio de que ele reagisse de forma violenta e matasse a ex-namorada. Durante o período, o casal ficou sem água e sem alimentação. Pela manhã, ela também foi amarrada pelo próprio ex-namorado enquanto estava no “cativeiro”.

O sequestro terminou por volta das 12h30 (horário de Brasília) depois que ele estava fragilizado física e psicologicamente. Segundo os delegados Augusto Barros e Marcos Affonso Júnior, essa foi a estratégia da Polícia para facilitar o processo de negociação. A avó de Benedito, dona Socorro Figueiredo, também ajudou na negociação e convenceu o neto a se entregar.

Após o término do sequestro, a jovem seguiu para o hospital Djalma Marques (Socorrão I) mas passa bem. O homem foi preso em flagrante e foi encaminhado para prestar depoimento à Delegacia de Investigações Criminais (Deic).

Segundo relatos dos familiares e da polícia, os dois chegaram a morar juntos mas estavam separados há dois meses. Ele tentava a todo custo reatar o relacionamento. Ele mandou flores para a escola onde ela estuda, mas ela não queria voltar a namorar com ele. Ainda de acordo com relatos, o motivo da separação foi que Benedito já apresentava um comportamento agressivo e teria batido na jovem após algumas discussões domésticas.

No condomínio onde ele morava, vizinhos afirmam que ele tinha um bom comportamento mas sempre paquerava garotas mais jovens. Evangélico, o homem estudava o curso de Direito em uma universidade privada em São Luís. Ele não trabalhava. Natural da cidade de Codó, era bancado por parentes, segundo vizinhos.

Benedito Francisco dos Santos Lesbinos é filiado ao PV, o mesmo partido do atual prefeito, José Rolim Filho, o Zito Rolim e de Zequinha Sarney. Nas eleições de 2008, ele foi candidato a vereador mas não conseguiu se eleger.

Wilson Lima, iG Maranhão

0 comentários:

Postar um comentário