terça-feira, 20 de março de 2012

AS 10 CIDADES MARANHENSES DE PIOR GESTÃO FISCAL, VEJA

Uma pesquisa, acompanhado por um estudo, municiaram de dados o FIRJAN(Federação das Indústrias do Rio de Janeiro, onde revela um raio-x mostrando a situação da gestão fiscal de milhares de cidades brasileiras.

O Índice de Gestão Fiscal mede cinco itens: capacidade que o município tem de gerar receita (arrecadação); gastos com pessoal; capacidade de fazer investimentos; custo da dívida (o peso do pagamento de juros e amortizações); e uso de restos a pagar (a capacidade de pagar dívidas do ano anterior).

O índice foi medido de 2006 a 2010, em 5.266 municípios (há 297 que não entregaram dados fiscais ao Tesouro, e, por isso, não entraram na pesquisa) — e um dos principais resultados foi a má administração municipal no item geração de receita. Nos 4.372 (83%) municípios que não geravam nem 20% das receitas, moram 35,2% da população brasileira.

Timon, onde os gestores não tem economizado espaços nos palanques, grande mídia e nos portais, para falarem de um pseudo retorno das arrecadações em benesses para o município, anda em contra mão do que é divulgado. A realidade é que a cidade aparece entre as 10 piores estado, fato que emudece o discurso e joga por terra todas as faláceas ora pregada pelos detentores do poder municipal.

Veja o ranking das 10 melhores e 10 piores gestões fiscais do Maranhão

Os melhores:
1º- Bacabeira – 0,7894
2º- Magalhães de Almeida – 0,7461
3º- São José de Ribamar – 0,7402
4º- Graça Aranha – 0,7066
5º- Santa Filomena do Maranhão – 0,6909
6º- Lagoa do Mato – 0,6847
7º- Humberto de Campos – 0,6822
8º- Fernando Falcão – 0,6756
9º- São Raimundo do Doca Bezerra – 0,6727
10º-São Domingos do Maranhão – 0.6705

Os piores:
1º- São Francisco do Brejão – 0,1508
2º- Presidente Juscelino – 0,1722
3º- Feira Nova do Maranhão – 0,1849
4º- Parnarama – 0,2161
5º- Coroatá – 0,2237
6º- Peritoró – 0,2451
7º- Lago Verde – 0,2476
8º- Timon – 0,2719
9º- Santo Antônio dos Lopes – 0,2783
10º- Trizidela do Vale – 0,2791

Com informações do portaljoje

0 comentários:

Postar um comentário