sexta-feira, 23 de março de 2012

Jarbas Vasconcelos diz que Dilma quer ganhar no grito e com cara feia, confira

O temperamento ácido da presidente Dilma Rousseff (PT) faz com que ela desperdice a chance de fazer aliados no Congresso. A avaliação é do senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), integrante do grupo de senadores do PMDB não alinhados ao governo Dilma.
"Dilma não tem os atributos que são de Lula. Malícia, carisma. Lula tinha paciência. Ela não tem. É uma pessoa muito arrogante", afirmou o senador em entrevista.

Para Jarbas, Dilma erra ao tentar "ganhar sempre no grito e na cara feia". Ele disse que a presidente criou chance de aproximação com os dissidentes ao substituir Romero Jucá (PMDB-RR) por Eduardo Braga (PMDB-AM) no cargo de líder do governo no Senado. Mas, segundo o senador, o acerto de Dilma para aí. "Ela não quer dialogar com o Senado, não quer dialogar com a Câmara".

Na entrevista, o senador disse não duvidar das "boas intenções" de Dilma, mas que ela "convive com o mal feito" e "não fez faxina coisa nenhuma". Ele explicou: "Foi a mídia que levou o governo ao estrangulamento e às demissões dos ministros", afirmou Jarbas. Para ele, Dilma merece criticas por ter agido com rigor em um dos primeiros escândalos de seu governo, o do Ministério dos Transportes, mas ter abrandado o tom nos escândalos seguintes.

Apesar de ser oposicionista, Jarbas disse que Dilma deve chegar em 2014 como candidata à reeleição e favorita para vencer a eleição. "Que pesem todos esses vacilos do governo, mas a economia vai bem", disse. Já o candidato da oposição, segundo Jarbas, deve sair do PSDB. "Talvez fique entre o Aécio [Neves] e o [Geraldo] Alckmin".

Próximo a José Serra, Jarbas afirmou que o tucano não deve ser candidato a presidente se for eleito prefeito de São Paulo. "Acho que ele vai ter que cumprir o mandato".

A seguir, trechos em vídeo da entrevista de Jarbas Vasconcelos. Mais abaixo, vídeo com a íntegra da entrevista. A transcrição completa: clique aqui.

Com informações da Folha

0 comentários:

Postar um comentário