segunda-feira, 26 de março de 2012

Prefeito de Coelho Neto tem ataque de loucura, invade sindicato e agride professores

O atual Prefeito de Coelho Neto, Soliney de Sousa Silva, invade o Sintasp (Sindicato dos Professores) e arma um grande barraco, quebrando inclusive os objetos do local. Além disso, o prefeito ainda agrediu as pessoas que se encontravam no local.
Soliney Silva, prefeito de Coelho Neto
O fato ocorreu no início da noite de sábado (24) na sede do Sindicato dos Servidores Municipais e chocou a população do município. Tudo começou quando algumas pessoas que fazem parte da atual administração, entre elas a secretária de saúde, senhora Rosângela Curado, resolveram organizar e liderar uma “manifestação” de pessoas contratadas sem concurso público que se deslocou pela Avenida Santana com o propósito de ir à frente do sindicato onde haveria uma Assembleia Geral daquele sindicato em comemoração aos seus 23 anos de luta em defesa dos servidores municipais coelho-netenses.

Uma senhora contratada pelo sindicato para filmar o evento foi a primeira vítima do prefeito enfurecido que a agarrou pelo pescoço, a derrubou no chão, e com extrema violência tomou-lhe a filmadora. Uma brutalidade estúpida. Havia crianças no local e no desespero mães se trancaram com seus filhos nos banheiros da instituição. Câmeras fotográficas e alguns aparelhos celulares foram tomados com violência a mando do próprio prefeito que transtornado se preocupava em eliminar todos os registros de sua ação grotesca contra pais e mães de família. Pessoas simples e ordeiras.
Lima Júnior, dirigente sindical agredido 
O dirigente sindical Lima Júnior foi uma das vítimas do grupo liderado pelo prefeito e ficou bastante machucado. A imagem fala por si. O evento do sindicato foi comunicado com antecedência às autoridades policiais do município e o documento enviado tanto à polícia Civil quanto à polícia Militar já alertava a respeito dessa manifestação liderada por pessoas da atual administração e que isso poderia representar risco de violência e tentativa de invasão, mas infelizmente isso não foi o suficiente para evitar esse triste ocorrido. O fato foi imediatamente comunicado ao vice-governador do Maranhão e cerca de 50 minutos depois chegou à cidade uma viatura do GOE e mais viaturas da Polícia Militar da Cidade de Caxias e Duque Bacelar.

Os advogados do Sindicato foram acionados de imediato pela Direção da instituição. que chegaram junto com as viaturas policiais. Sob orientação jurídica e com a garantia de sua integridade física as pessoas agredidas foram à Delegacia de Polícia registrar B.O e ao “Hospital Municipal” fazer exame de corpo de delito.

O que aconteceu na noite de sábado na cidade de Coelho Neto foi uma verdadeira barbárie. O prefeito invadir sindicato é algo triste, já mais se viu isso na história do Maranhão. Mas em Coelho Neto atualmente parece que tudo pode. Estranhamente, parece que tudo poder ser feito pelo prefeito.

Com informações dos blogs locais  

0 comentários:

Postar um comentário