sexta-feira, 2 de março de 2012

Unip terá que explicar ao MEC a suposta fraude em notas do Enade, confira aqui

O Ministério da Educação- MEC enviou nesta quinta-feira (1º) um ofício à Unip (Universidade Paulista) para averiguar uma suposta fraude nas notas da instituição no Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes). As boas notas são utilizadas pela instituição como propaganda de seus cursos.

Segundo o suposto esquema, a Unip “escondia” os alunos com baixo desempenho ao somente lançar as notas deles após o fim das inscrições do Enade. Só pode prestar o exame quem tem, pelo menos, 80% da carga horária do curso cumprida e for provável concluinte. De acordo com o jornal, somente os melhores estudantes tinham as notas lançadas a tempo.

Outro lado
A universidade negou que haja alguma operação para evitar que alunos “ruins” façam a prova. “[Isso] Absolutamente não acontece”, afirma Marília Ancona Lopez, vice-reitora da Unip. “Essa nota não é lançada após o Enade. Esses alunos terminam seus cursos depois”, diz. Segundo a vice-reitora, existe uma “comissão” interna de avaliação que “trabalha na melhora contínua dos cursos de graduação”.

A Unip, que é uma das maiores instituições de ensino superior do Brasil, diz que ainda não recebeu a notificação. A instituição tem dez dias para responder ao MEC.

Do UOL  

0 comentários:

Postar um comentário