sábado, 14 de abril de 2012

Os“gaúchos” ou “paulistas” e a Suzano, patrocinam crimes no Baixo Parnaíba

MA: Crime bárbaro no Baixo Parnaíba
Boi morto por envenenamento
Aconteceu na ultima segunda feira (09), mais um crime bárbaro no Baixo Parnaíba, envolvendo grandes latifundiários da região e trabalhadores (as) da agricultura familiar. Desta vez, o crime foi na fazenda Santa Paulina, entre os municípios de Brejo e Santa Quitéria, de propriedade do senhor Jorge Preste.

De acordo com os donos dos animais Francisco Tiodoro, Ediniz Silva, entre outros agricultores familiares, o crime foi cometido a mando do senhor Jorge Preste, que teria autorizado envenenar aproximadamente 37 animais (bovino), pertencentes aos trabalhadores rurais. Além dos 37 animais, centenas de urubus que consumiram as carnes envenenadas também morreram.

A acusação da mortandade dos animais no município de Brejo só evidencia as preocupantes denúncias no Baixo Parnaíba: grilagem, expulsão violenta de populações habitantes em terras devolutas, corrupção de autoridades locais, poluição do ar, solo e doenças humanas, especialmente câncer de pele e respiratórias. A implantação de grandes projetos de atividade sojicultora e plantio de eucalipto são os dois vilões mais abomináveis da região, tendo por trás fazendeiros de outros estados, os chamados “gaúchos” ou “paulistas” e a Suzano, indústria multinacional de papel e celulose, com sede em São Paulo.

Por Barack Fernandes Fetaema/Territórios Livres do Baixo Parnaíba 

0 comentários:

Postar um comentário