sexta-feira, 25 de maio de 2012

Paralisação dos rodoviários de São Luís entra no quinto dia sem solução, veja

Reunião realizada ontem (24), não colocou fim à paralisação.
Representantes querem participação da prefeitura nas negociações.

O último dia útil da semana começa sem ônibus em São Luís. Mas ainda há uma esperança do fim da greve hoje (25). Uma nova reunião entre patrões e empresários pode ser realizada. Ontem a noite, uma reunião foi realizada na sede da Ordem dos Advogados do Brasil, no Maranhão, para tentar acabar com a greve dos rodoviários.

A Ordem dos Advogados do Brasil, Sindicato das Empresas de Transporte e rodoviários ficaram reunidos durante quatro horas e nem um sinal de acordo entre as partes. A reunião foi a portas fechadas. A OAB está interditando esse encontro para que a população não fique ainda mais prejudicada, já que a Justiça, apesar das decisões que tomou, não conseguiu resolver o impasse.

Representantes da prefeitura foram convidados para participar, mas ninguém apareceu. Ao fim do encontro, a conclusão: o avanço das negociações depende da presença e participação da Prefeitura de São Luís. 

Diante das dificuldades, tem gente preferindo dormir no trabalho. Para não fechar o restaurante, um empresário está usando o próprio carro para buscar os dezenove funcionários durante a greve.

Setecentas mil pessoas dependem diariamente dos ônibus em São Luís. Cobradores e motoristas querem 16% de reajuste. Os patrões dizem que não tem dinheiro para aumentar os salários.

A Justiça considerou a greve ilegal, detreminou que os rodoviários voltassem ao trabalho imediatamente e que os empresários concedessem reajuste de sete por cento aos empregados. Ninguém cumpriu a ordem judicial e a greve continua.

Com informações do G1

0 comentários:

Postar um comentário