domingo, 17 de junho de 2012

'Aerotenda' coloca SL na rota do tráfico de drogas


Cocaína a granel. Somente este ano, a Polícia Federal conseguiu apreender no Maranhão cerca de 110 quilos de cocaína. Deste montante, 65 quilos, no aeroporto Marechal Hugo Cunha Machado, no Tirirical. Para aumentar os números do pó, mais de 130 tabletes de pasta-base de cocaína foram incinerados pela Polícia Civil, no dia 25 de abril, no forno de uma cerâmica localizada no distrito industrial de São Luís. Essa droga foi apreendida durante operação realizada pela Polícia Militar, em Balsas (distante cerca de 820 km da capital).

O delegado regional da Polícia Federal de Investigações e Combate a Crime Organizado, Alexandre Lucena, revela que nos últimos meses, os traficantes estão usando o aeroporto de São Luís como porta de entrada da cocaína na região Nordeste. Antes, muitos deles vinham dos estados do Mato Grosso e do Acre, e tinham como destino final a cidade de Fortaleza. Após o início das obras da reforma do aeroporto, os traficantes desembarcam no Hugo da Cunha Machado e viajam de carro até a capital cearense. "Os traficantes apostam que a não estar havendo fiscalização no aeroporto de São Luís devido às obras. Estão enganados, tanto é que aumentamos a quantidade de cocaína apreendida", afirma o delegado.

Após essa constatação, a Polícia Federal intensificou o trabalho de combate à droga no estado, principalmente, no aeroporto, assegura Alexandre Lucena. Em uma das operações mais recentes, que ocorreu no dia 9 de junho, foi interceptado um homem de 20 anos de idade carregando 2 quilos de cocaína junto ao corpo. Os policiais federais receberam a informação de que ele chegaria a São Luís em um vôo procedente de Porto Velho (Rondônia) e estaria transportando cocaína. Em depoimento aos agentes federais, o homem disse que havia comprado a cocaína na cidade de Rio Branco e viajado de ônibus até Porto Velho, onde embarcou no vôo para São Luís. Pretendia vender a cocaína para traficantes da capital maranhense.

Já em duas apreensões, ocorrida no dia 17 de maio, a polícia apreendeu mais de 40 quilos de cocaína. Em São Luís, policiais federais da Delegacia de Repressão a Entorpecentes apreenderam 11,6 kg de cocaína em fiscalização de rotina no aeroporto Hugo da Cunha Machado. A cocaína, que estava embalada em plástico preto e acondicionada em porta CDs e papel para presente, foi localizada na bagagem de uma passageira, que chegou a São Luís em um vôo procedente da cidade de Porto Velho. Foi identificada pelas iniciais J.A.S.M, de 20 anos, natural de Porto Velho.

No mesmo dia, na cidade de Imperatriz, a polícia apreendeu 30,7 kg de cocaína em uma barreira montada próxima a Porto Franco. Os policiais receberam a informação de que um veículo Saveiro vermelho entraria no Maranhão pela cidade de Estreito trazendo a droga. As equipes se deslocaram para a BR-010, onde foi feita a abordagem no referido veículo. No carro, encontraram uma bolsa contendo quatro volumes com cocaína que estavam em poder dos homens identificados pelas inicias G.E.N., 37 anos, natural de Rondonópolis (Mato Grosso), e F.M., 31 anos, natural de Gonçalves Dias ( Maranhão).

Quatorze dias depois, foram apreendidos 43,7 quilos de cocaína. Em fiscalização de rotina no aeroporto Marechal Hugo da Cunha Machado, policiais federais apreenderam a droga escondida na bagagem de uma passageira e no veículo que veio buscá-la no aeroporto. O delegado afirma que a equipe de policiais ao abrir a mala de uma mulher, S.C.C., 42 anos, que chegou a São Luís em um voo procedente de Manaus (Amazonas) encontrou 13 tabletes de cocaína embalada em plástico colorido. Em seguida, fecharam a mala e esperaram que a mulher a retirasse para acompanhá-la e verificar se alguém viria buscá-la no aeroporto. A mulher se dirigiu até um veículo, onde dois homens a aguardavam. Neste momento, os policiais efetuaram a abordagem dos suspeitos V.C.A. de 20 anos, e J.L.A. de 24 anos. Constataram que havia um fundo falso no veículo, onde foram localizados mais 22 tabletes de cocaína embalados em plástico colorido. Um dos presos relatou que a droga seria levada para Fortaleza, no Ceará.

Um mês antes, em abril, policiais receberam informações de que uma mulher identificada como A.P.P, 22 anos, traria droga para São Luís em um vôo que chegaria no aeroporto na madrugada do dia 4. Durante a abordagem, encontraram 8 pacotes de cocaína na sua mala. Foi dada voz de prisão a A.P.P. Em depoimento, ela falou que reside em São Luís e foi contratada para trazer a mala com a droga de Campo Grande, Mato Groso para a cidade de Santa Inês e que receberia R$2 mil pelo serviço.

Polícia Civil também faz apreensões

No dia 31 de maio, o Serviço de Inteligência da Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC) efetuou a prisão de Fabíola de Oliveira Menezes, de 22 anos, moradora de Manaus (Amazonas) e Fábio Oliveira da Silva, 26, natural de Maus (Amazonas), no Hotel São Cristóvão, com cerca de 5 quilos de cocaína.

O superintendente da SPCC, Sebastião Uchoa, falou que os investigadores conseguiram chegar ao casal, por meio de uma ligação anônima, informando que uma mulher iria chegar à capital maranhense para se hospedar no Hotel São Cristóvão e ela poderia estar com uma grande quantidade de droga, dentro de uma mala. Os policiais foram até o local e encontraram três pacotes de cocaína, pesando cerca de cinco quilos, foram encontrados dentro de uma mala, no interior do veículo Fiat Palio Fire, placa MNP-5737, de cor verde.

De acordo com dados do Denarc, somente nestes quatro primeiros meses deste ano, mais de três quilos de cocaína foram apreendidos. No mês de janeiro, uma quantidade de 6, 929 gramas; em fevereiro, 67,806 gramas; março, apenas, 4,312 gramas e abril, um total de 3,061 gramas. No ano de 2011, foram 367,079 gramas.

Fonte: O Imparcial

0 comentários:

Postar um comentário