sexta-feira, 20 de julho de 2012

Polícia diz que atirador da estreia do Batman agiu por conta própria


O homem que abriu fogo durante a exibição do filme "Batman -O Cavaleiro das Trevas Ressurge" em um cinema na periferia de Denver (Colorado) nesta sexta-feira agiu sozinho, informou a polícia local em uma coletiva de imprensa. 
 Retrato de James Holmes, 24, o suspeito de ser o atirador que matou 12 pessoas e feriu dezenas em um cinema nos EUA

"Estamos confiantes que ele agiu sozinho, mas faremos uma investigação para termos absoluta certeza disso", disse à imprensa o chefe de polícia de Aurora Dan Oates. 

Segundo ele, o suspeito, identificado como James Holmes, 24, não tem histórico criminal além de uma multa por velocidade. No momento do ataque, ele estava todo vestido de preto e usava colete a prova de balas. 

De acordo com Oates, 71 pessoas foram atingidas-- 12 morreram e 59 ficaram feridas, algumas delas em estado crítico. A policia encontrou três armas no carro do suspeito e uma no cinema. Não foi possível saber de imediato quantos tiros foram dados pelo atirador. 

As vítimas foram levadas a seis hospitais da região, e ao menos 200 pessoas que estavam no cinema durante o ataque serão interrogadas. 

"Não especularemos sobre o motivo do suspeito para o ataque, não é algo que discutiremos agora. Da primeira ligação até o local foi um minuto, um minuto e meio. A resposta foi rápida, e ficaremos no local por um bom tempo analisando a cena do crime", disse Oates. 

Ainda segundo o chefe de polícia, o shopping onde fica o cinema permanecerá fechado hoje. 

ATAQUE
O ataque teve início durante uma cena de tiroteio do filme, o que aumentou a confusão e o pânico geral, de acordo com testemunhas entrevistadas pela imprensa. 

"Nós continuamos a assistir o filme por um momento", disse à ABC uma testemunha, identificada apenas como Jack. Em seguida, após se darem conta que os tiros eram reais, "todos entraram em pânico". 

As pessoas começaram a correr em direção a saída do cinema enquanto os policiais chegavam ao local e mandavam todos se abaixar, segundo uma outra testemunha, Banjamin Fernandez, de 30 anos, citado pelo Denver Post. 

A presença de muitos fãs fantasiados pode ter facilitado a fuga do atirador para o estacionamento em meio à confusão, e algumas informações indicam que ele também utilizava uma máscara de gás. 

Fonte: A Folha

0 comentários:

Postar um comentário