segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Falha em sub-estação causou pane em energia em 11 estados, segundo ONS

Curto-circuito em subestação no MA provocou corte de luz no sábado (22).

Comitê do setor elétrico se reuniu nesta segunda (24) para discutir falha.

O diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Hermes Chipp, informou nesta segunda-feira (11) que parte da população de 11 estados foi atingida pela queda de energia no sábado.
Os estados atingidos são Pará, Tocantins, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia. Chipp não soube dizer, porém, quantos consumidores ficaram sem luz.

Segundo o secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vai investigar a falha. Um relatório com o resultado da investigação deve ficar pronto em 20 dias.

O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) se reuniu nesta segunda na sede do Ministério de Minas e Energia, em Brasília, para discutir a falta de luz no sábado. A reunião foi convocada pelo ministro Edison Lobão, que não participou porque está em viagem aos EUA.

Nesta terça-feira (25), representantes do ONS, da Eletronorte (distribuidora de energia) e de distribuidoras dos estados afetados vão se reunir para apresentar informações mais detalhadas sobre a falha.

Curto-circuito
De acordo com Chipp, o problema que ocasionou a falta de luz teve início com um curto-circuito em uma subestação localizada em Imperatriz (MA). A subestação possui um sistema de proteção para evitar que falhas como essa causem queda no fornecimento de energia. Esse sistema de isolamento, porém, não funcionou.

Para evitar que o curto-circuito provocasse problemas mais graves, foi acionado um mecanismo de proteção de retaguarda: foram desligadas oito linhas de transmissão ligadas à subestação de Imperatriz. Foi esse desligamento que interrompeu o fornecimento de energia para a população.

O governo ainda não sabe a razão de o primeiro de sistema de proteção não ter funcionado. Se isso tivesse acontecido, não haveria falta de luz nem mesmo no Maranhão, segundo Zimmermann.

O secretário de Energia Elétrica do ministério, Ildo Grüdtner, disse que o curto-circuito ocorreu porque “equipamentos falham.” Segundo ele, o equipamento onde houve o problema estava com a manutenção em dia. “Equipamentos falham, mesmo sofrendo os processos de manutenção. Da mesma forma que veículos quebram mesmo passando por processos de revisão”, disse Grüdtner.

Nem apagão, nem blackout
O diretor-geral do ONS disse que o que o correu no sábado não foi apagão nem blackout. Segundo ele, isso teria ocorrido se faltasse luz para todos consumidores de uma determinada região. No sábado, apenas parte dos consumidores dos 11 estados foi afetada.

De acordo com ele, 30 minutos após o desligamento cerca de 70% da carga das regiões atingidas estava recomposta. O restabelecimento total da energia ocorreu por volta de 50 minutos depois do início do problema.

Chipp disse que a resposta ao corte de energia foi “rápida” e que isso evidencia que o país possui um sistema elétrico “robusto.”

Fonte: g1.com.br

0 comentários:

Postar um comentário