sábado, 13 de outubro de 2012

Candidatos fichas-sujas conseguiram mais de 3,4 milhões de votos nas Eleições 2012



Mesmo concorrendo com o registro negado pela Lei da Ficha Limpa e outros problemas, com falta de documentos e atraso em pagamento de multas, quase seis mil candidatos receberam 3,4 milhões de votos nas eleições do último domingo.

Informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostram que boa parte dos candidatos barrados por decisões judiciais ainda estão sub judice,portanto, na expectativa de reverterem o resultado das urnas.

Cerca de 11% do total de candidatos, na iminência de terem os votos anulados, renunciaram à candidatura durante a campanha.

No Maranhão, vários casos dessa natureza foram registrados, como em Bacabal, onde o deputado federal Zé Vieira renunciou, colocou a esposa na véspera da eleição e perdeu para o empresário Zé Alberto, do PMDB.

Em Guimarães, na Baixada Maranhense, aconteceu o inverso. Nilce Farias (PMDB) substituiu, na véspera do pleito, o candidato Artur Farias, seu irmão, com registro indeferido pela Justiça Eleitoral. Venceu, com o eleitor votando em Arthur, pois era a foto dele que aparecia na urna eletrônica.

Dados do TSE sobre a votação em pessoas com registros indeferidos apontaram que 618 dos quase seis mil deixaram a corrida eleitoral no meio do caminho. As razões para a desistência não foram reveladas.

Fonte: O Imparcial

0 comentários:

Postar um comentário