sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Africanos são presos com mais de R$ 200 mil


Os africanos Sodop Pierre, de 29 anos, e Belarmin Balcilha, 29, foram presos na manhã de hoje (14) no posto da Polícia Rodoviária Federal do povoado São Francisco (Km 85 da BR-135, em Itapecuru Mirim). 

Com eles, a polícia encontrou R$ 209 mil, cuja origem não foi esclarecida pelos suspeitos. A polícia investigará qual seria o destino do dinheiro. Os suspeitos dizem que era para comprar cabelo.

Sodop – natural da República Democrática do Congo – e Belarmin – que veio da República Centro Africana – estavam num táxi Fiesta preto (placa NMW 5930), fretado em Santa Inês. O carro era dirigido por Antonio Francisco de Assunção Sousa.

Dos R$ 209 mil achados com a dupla, parte (R$ 160 mil) estava embalada em sacos plásticos e o restante (R$ 49 mil) os africanos guardavam nas cuecas.

Segundo a PRF, Sodop Pierre já foi processado em São Paulo por envolvimento com um grupo de africanos que aplicavam na capital paulista o “golpe do dólar preto”.

O golpe consiste em abordar empresários e comerciantes mostrando pacotes com uma quantia supostamente alta de dólares, e oferecendo a moeda norte-americana por um valor bem menor do que o que haveria nos pacotes.

Para dar maior autenticidade à farsa, os golpistas dizem à vítima que os dólares foram recebidos de fugitivos das guerras da África, que não podem usar o dinheiro em território brasileiro, pelo fato de não estarem legalizados no país.

A vítima pensa que levou uma grande vantagem, mas quando vai verificar os pacotes, percebe que foi enganada: apenas algumas poucas cédulas são de dólar verdadeiro; a maioria das notas é papel no formato de cédula pintado de preto.

Sodop Pierre e Belarmin Balcilha foram conduzidos para a Delegacia Regional de Itapecuru Mirim. Segundo informações do delegado interino Odilardo Muniz, os africanos seriam encaminhados para a sede da Polícia Federal, em São Luís, já que a situação dos dois no país é ilegal.

O delegado afirmou, ainda, que um dos homens teria oferecido R$ 25 mil como suborno para um dos agentes da PRF.

Fonte: Jornal Pequeno

0 comentários:

Postar um comentário