sábado, 20 de julho de 2013

Mais de 700 Manifestantes barram a Estrada de Ferro Carajás

A Estrada de Ferro Carajás foi novamente interditada na noite desta sexta-feira (19). Aproximadamente 700 pessoas começaram uma manifestação por volta das 19 h, no trecho da ferrovia localizado no município de Alto Alegre do Pindaré.

Apesar da movimentação no município, a Assessoria de Imprensa da Vale informou à redação de O Imparcial que a ferrovia está funcionando normalmente e nenhuma interdição foi registrada até o momento.

Segundo os manifestantes, entre as principais exigências estão melhorias e compensações socioambientais. Dez representantes do poder público, entre prefeitos, vereadores e deputados, também aderiram ao ato e estão presentes no local junto à população.

A concentração do protesto se formou logo após uma audiência pública realizada pelo Consórcio dos Municípios da Estrada de Ferro Carajás (COMEFC). A audiência aconteceu na quadra de uma escola do município e contou com a presença de autoridades locais, lideranças comunitárias, associações rurais e toda a comunidade em geral. Logo depois, o grupo que participava se reuniu em protesto e fecharam a Estrada de Ferro.

Esta foi apenas uma das várias audiências que a Comefc tem realizado nos municípios atingidos pela Estrada. Ao todo, são 23 os municípios que participam das ações estruturadas para alavancar o crescimento da região, com o objetivo de diminuir os impactos sociais e ambientais sofridos. Eles buscam discussões imediatas com os diretores da Vale, visando garantias no sentido de extinguir os impactos negativos deixados nas comunidades.

De acordo com informações da Comefc, neste sábado (20), outra audiência será realizada às 9h, no município de Tufilândia, na creche Primeiros Passos.

Fonte: O Imparcial

0 comentários:

Postar um comentário