terça-feira, 5 de novembro de 2013

Desesperada Roseana concentra verba estadual em candidato do clã, confira

Luís Fernando - candidato dos Sarney

Os brasileiros assistem calados à ciranda que emoldura a discussão sobre a reforma política, algo tão necessário para a garantia da democracia e o desenvolvimento do País, que não mais suporta a politicagem barata e criminosa que se alastra de norte a sul.

Muito além de acabar com o instituto da reeleição, proposta que tem provocado polêmicas na órbita da matéria, é preciso extirpar os feudos políticos que há décadas funcionam de forma deliberada e covarde em muitos rincões brasileiros.

Um desses exemplos bizarros da política nacional está no Maranhão, o mais miserável estado da federação, que há pelo menos cinco décadas é refém dos desmandos totalitaristas do senador José Sarney e seu clã.

Para garantir a perpetuação do domínio político no estado, o grupo de José Sarney lançou o atual secretário de Infraestrutura, Luís Fernando Silva, como candidato ao Palácio dos Leões em 2014, uma vez que a governadora Roseana está em seu segundo mandato consecutivo.

O desespero do grupo comandado por Sarney é tamanho, que sem qualquer cerimônia o governo de Roseana Sarney concentrou verbas do orçamento estadual na pasta comandada por Luís Fernando Silva. A Secretaria de Infraestrutura, que em 2013 contou com orçamento de R$ 259,2 milhões, em 2014, ano de eleições, terá R$ 692,7 milhões para gastar. O absurdo oficial, com a chancela da governadora, pode ser conferido no orçamento de 2014, onde houve cortes em pastas importantes como Segurança Pública e Educação.

Para que o leitor compreenda a extensão do escárnio patrocinado pelo clã Sarney, que instalou no Maranhão um apartheid verde-louro, os programas de erradicação do analfabetismo e de combate ao analfabetismo absoluto sofreram, juntos, corte de R$ 8 milhões. Já a Secretaria da Saúde, comandada pelo cunhado da governadora, Ricardo Murad, foi contemplada com aumento orçamentário de R$ 228,2 milhões. Lembrando que Murad é um dos cabos eleitorais do candidato da “famiglia” Sarney.

Apesar de toda essa escandalosa manobra orçamentária para favorecer Luís Fernando Silva, o grupo liderado por José Sarney não está plenamente confiante na candidatura do secretário da governadora Roseana. Tanto é assim, que a “famiglia” tem insuflado outras candidaturas ao governo maranhense. A ideia dos Sarney com essa estratégia desesperada é tentar tirar votos de Flávio Dino, candidato do PCdoB e atual presidente da Embratur, que no próximo ano pode decidir a disputa ainda no primeiro turno.

Do Blog do Cutrim

0 comentários:

Postar um comentário