quinta-feira, 20 de março de 2014

Alunos de Direito realizam palestras educativas em escolas públicas de SLZ


Alunos da Pós-Graduação em Direito do Consumidor da Universidade Ceuma, Pedro Lucas Ferreira, Rodrigo Escórcio, Ricardo Cruz, Márcio Vinicius Maia, Divana Sousa, David Teixeira e Gustavo, coordenados pelo Prof. Dr. Duarte Júnior, realizaram, entre os dias 10 e 14 de março, em escolas da rede municipal de ensino de São Luís, palestras que fazem parte do projeto “Consumidor Mirim”. Mais de 500 adolescentes tiveram a oportunidade de receber dicas sobre como estimular hábitos saudáveis e alertas para os perigos do consumismo exagerado

O projeto é uma iniciativa do Movimento em Defesa do Consumidor do Maranhão (MDCMA) e tem como público-alvo crianças entre 12 e 15 anos. Visa promover a conscientização para o consumo, tendo em vista o caráter social do movimento. Participaram do projeto as escolas UEB Maria Alice Coutinho, UEB João do Vale, UEB Menino Jesus de Praga, UEB Miguel Lins e UEB Ministro Mario Andreazza.

O coordenador do projeto, Prof. Dr. Duarte Júnior, elogiou a receptividade dos adolescentes aos temas trabalhados. “A partir dessas palestras, esses adolescentes serão fiscalizadores não só do próprio consumo, mas também dos pais. Serão multiplicadores de uma educação para o consumo consciente, e, quando crescerem, não irão tornar-se homens e mulheres endividados”, afirmou o professor.

O projeto contou com o apoio do secretário municipal de Educação, Sr. Geraldo Castro. “Conscientizar os adolescentes sobre como adotar hábitos de consumos mais saudáveis também é uma forma de promover cidadania. Por termos como diretriz a garantia da educação cidadã, com qualidade e promotora da dignidade entre todos os meninos e meninas da rede, oferecemos apoio integral à atividade que esse movimento se propôs a desenvolver em nossas escolas”, ressaltou o secretário.

Para o aluno Rodrigo Escórcio, poder contribuir com o aprendizado dos alunos foi imensamente gratificante. “Depois de muitos anos retornei a uma sala de Ensino Fundamental, não como aluno, mas, sim, como palestrante. Sempre defendi a ideia de que todo conhecimento adquirido na academia deverá ser partilhado com a sociedade, principalmente a Ciência Jurídica. No Brasil, essa democratização do Ensino Superior está engatinhando e o elo entre a academia e os ensinos de base deveria ser fortalecido, pois, além de ajudar a formar opiniões, ajudará as crianças e adolescentes a definir que carreira eles almejam seguir”, disse.

Os alunos que tiverem interesse em participar do projeto devem enviar seus contatos através do site mdcma.com.br.


Fonte: O Imparcial

0 comentários:

Postar um comentário