quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Base de Temer quer impedir Anfip de dizer que previdência não tem déficit

Ilustração
Sem argumentos concretos para convencer a opinião pública sobre a reforma da Previdência, a base de Temer na Câmara tenta partir para a censura, no sentido de conseguir aprovar a mal fadada reforma, em reunião com Temer, os deputados Carlos Marun (PMDB-MS) e Júlio Lopes (PP-RJ), membros da comissão especial responsável pela reforma na Câmara, querem que a AGU acione a Justiça para proibir que a Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal - ANFIP divulgue que a Previdência é superavitária desde 2006, levando em conta a arrecadação da Seguridade Social, que inclui Saúde, Assistência e Previdência; deputados alegaram que a "contrainformação" dificulta a tramitação do projeto no Congresso

Perdendo o debate na opinião pública sobre a reforma da Previdência, que deixará 70% da população sem aposentadoria, a base de Michel Temer na Câmara tenta partir para a censura para viabilizar a aprovação da maldita reforma.

Em reunião com Michel Temer, os deputados Carlos Marun (PMDB-MS) e Júlio Lopes (PP-RJ), membros da comissão especial responsável pela reforma na Câmara, reclamou da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Anfip).

Segundo a coluna Expresso, da revista  Época, os deputados querem que a Advocacia-Geral da União acione a Justiça para que a Anfip pare de divulgar que não há déficit na Previdência. A entidades, e vários outros especialistas no assunto, atestam que na verdade, a Previdência brasileira é superavitária desde 2006, levando em conta a arrecadação da Seguridade Social, que inclui Saúde, Assistência e Previdência.

Marun e Julio Lopes alegaram que a "contrainformação" dificulta a tramitação do projeto no Congresso. "O presidente Michel Temer ouviu a reclamação e ficou de pensar no assunto", diz a coluna.

Do 247

0 comentários:

Postar um comentário