quinta-feira, 2 de março de 2017

PSDB joga na lama Supremo, MPF, PGR e Polícia Federal


Estamos aguardando pronunciamentos de membros dessas instituições (STF, MPF, PGR, Policia Federal), pois a sociedade acredita que existe algo além da banda podre.

Na PF, o delegado Armando Coelho Neto tem sido um expoente contra o golpe.

O juiz Siro Darlan perdeu a Coordenação de uma Vara da Infância porque rejeitou e criticou o auxílio educação. Entretanto auferiu, credito, a sua dignidade!

A mídia, principalmente a Globo, tem sido o alicerce do golpe e protetora-mor dos tucanos.

Além de golpista, nossa mídia é corrupta, está na lista do Swissleaks, com contas no HSBC para lavagem de dinheiro.

Isso envolve empresas de comunicação, como Globo, Band, Folha, Grupo RBS, Rede Massa do “Ratinho”, Editora Abril, responsável pela revista Veja, entre outros.

O HSBC teve que vender seus bancos no Brasil e com esses corruptos nada aconteceu!

A partir daí, começamos a entender a blindagem da Lava Jato, chefiada pelo Juiz Sérgio Moro, aos tucanos.

Enganando o povo dizendo que querem acabar com a corrupção, na verdade, tudo faz parte de um complô para a entrega de nossas riquezas, principalmente o petróleo, aos americanos.

Complô esse formado pelo PSDB e mídia, com o conluio gritante de parte de nossas instituições.

Moro foi premiado pela Globo que, no governo de FHC, fez campanha pela privatização da Petrobrás. Moro é exaltado pelas principais revistas estadunidenses, Time e Fortune.
Moro convocou os procuradores americanos para investigar a Petrobrás; e ainda mandou os corruptos da empresa, presos, testemunhar contra a Petrobrás em tribunais estadunidenses, em detrimento do Brasil.

A Globo, que chamou os petroleiros de marajás e comparou a Petrobrás a um paquiderme, no governo de FHC, agora a Globo, em editorial, de dezembro de 2015 diz que: O Pré-sal pode ser patrimônio inútil.

Isso para desmoralizar nossas riquezas para facilitar sua entrega.

A Lava Jato, mesmo com todas as evidências da participação do governo de FHC na corrupção na Petrobrás, finge que não vê esse período.

Como também não investiga a gestão do tucano Pedro Parente na Petrobrás, apesar da realização da maior queima de ativos de petróleo do mundo, como a venda do campo de Carcará do pré-sal, sem licitação e a preço de um refrigerante o barril.

Indignado, como petroleiro, entrei com denúncia formal no MPF contra a omissão da Lava Jato na gestão de Pedro parente na Petrobrás.

Isso em novembro de 2016. E o MPF, além de não acatar a denúncia, ainda veio me atacando.

Isso porque, em dezembro do mesmo ano, o MPF me intimou, a pedido do juiz Sérgio Moro, alegando que eu teria praticado crime contra a honra do servidor público, no caso, do Moro.

E o bota-fora de bens públicos continua!

O importante é que a blindagem vergonhosa de nossas instituições aos tucanos chegou às ruas, no carnaval, e virou marchinhas. Conheça algumas delas:




Com informações do Vi o Mundo, por Emanuel Cancella, coordenação do Sindipetro-RJ e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP) e autor do livro “A outra face de Sérgio Moro”

0 comentários:

Postar um comentário