sexta-feira, 26 de maio de 2017

A PF da Lava Jato na mira de operadores do PMDB


Marcelo Camargo/Agência Brasil
A Polícia Federal está na ruas do Rio, São Paulo e Curitiba para cumprir mandados de prisão e condução coercitivas expedidos pelo juiz Sérgio Moro na 41ª fase da Lava Jato; os alvos são os lobistas Jorge Luz e Bruno Luz, tidos como operadores na ação que apura pagamentos de propina ao PMDB, além de outras pessoas supostamente envolvidas com eles.

A dupla já havia sido alvo da 38ª fase da Lava-Jato; a atual operação tem a ver com irregularidades num campo de petróleo comprado pela Petrobras no Benim, na África; segundo as investigações, Jorge e Bruno estão envolvidos em pelo menos seis episódios de corrupção e lavagem de dinheiro no esquema da Petrobras e foram citados por ao menos dois delatores da Lava-Jato: Paulo Roberto Costa e Fernando Soares, o Baiano.

Agentes da Polícia Federal estão nas ruas do Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal na 41ª fase da Operação Java-Jato.

Segundo a TV Globo, os alvos são os lobistas Jorge Luz e Bruno Luz, tidos como operadores na ação que apura pagamentos de propina ao PMDB.

Jorge Luz e o filho dele Bruno Luz já foram alvos da 38ª fase da Lava-Jato.

Segundo as investigações, Jorge e Bruno estão envolvidos em pelo menos seis episódios de corrupção e lavagem de dinheiro no esquema da Petrobras e foram citados por ao menos dois delatores da Lava-Jato: Paulo Roberto Costa e Fernando Soares, o Baiano.

A atual operação tem a ver com irregularidades de complexas operações financeiras realizadas para aquisição, pela Petrobras,  de um campo de petróleo no Benim, na África. A operação foi batizada de Poço Seco devido aos prejuízos da Petrobras na compra do empreendimento.

Os investigados responderão pela prática dos crimes de corrupção, fraude em licitações, evasão de divisas, lavagem de dinheiro dentre outros.

Os presos serão trazidos para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba quando autorizados pelo juízo competente.

247

0 comentários:

Postar um comentário