segunda-feira, 15 de maio de 2017

Ativista enfrenta Moro em Londres e critica ditadura do Judiciário, no mesmo evento do pretor de Curitiba

Destruída a festa de Sérgio Moro em Londres . Veja a humilhação que a mídia escondeu. Vídeo aqui.

Em evento na London School of Economics, no Reino Unido, a filósofa Djamila Ribeiro questionou o magistrado sobre seus posicionamentos à frente da Operação Lava Jato e disse que os aplausos ao magistrado eram "preocupantes", uma vez que "juiz não deveria ter lado, não deveria ter partido"; assista:

A filósofa Djamila Ribeiro questionou o juiz Sergio Moro sobre seus posicionamentos à frente da Operação Lava-Jato. O magistrado participou ontem (13) de um debate na London School of Economics, no Reino Unido, com a presença do ex-advogado-geral da União José Eduardo Cardozo.

Na ocasião, Cardozo afirmou que o impeachment de Dilma Rousseff se tratou de um golpe baseado em "acusações pífias" e foi recebido com palmas. Quando a discussão passou às perguntas da plateia, Djamila, que falará no evento no domingo sobre questões de gênero, criticou o "discurso do populismo penal".

A ex-secretária-adjunta de Direitos Humanos da cidade de São Paulo lembrou que a decisão de interromper as atividades do Instituto Lula foi feita com uma "canetada". "Juiz não deveria ter lado, juiz não deveria ter partido", enfatizou ao comentar a torcida em torno da figura de Moro no evento.

Assista acima.

Do 247

0 comentários:

Postar um comentário