quarta-feira, 17 de maio de 2017

João Santana contradiz a versão de Mônica Moura e ataca o ex-ministro José Eduardo Cardozo

Marqueteiro João Santana afirmou, por meio de nota, que o ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardoso mente de maneira "deslavada" visando preservar a presidente deposta Dilma Rousseff do conteúdo das delações premiadas feitas por ele e por sua mulher, Monica Moura; Santana afirmou em seu depoimento que ninguém "no governo o avisou" das operações policiais que resultaram na prisão do casal, ao contrário do que Monica disse em seu depoimento; "A grotesca e absurda entrevista do advogado José Eduardo Cardozo ao Globo faz-me romper o compromisso, que tinha comigo mesmo, de somente tratar dos termos das colaborações, minha e de Monica, no âmbito da Justiça", disse o marqueteiro.

O marqueteiro João Santana afirmou, por meio de nota, que o ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardoso mente de maneira "deslavada" visando preservar a presidente deposta Dilma Rousseff do conteúdo das delações premiadas feitas por ele e por sua mulher, Monica Moura. Cardozo, declarou ao jornal o Globo que o casal caiu em contradição várias vezes e que o próprio Santana teria desmentido a esposa ao afirmar que ninguém "no governo o avisou" das operações policiais que resultaram na prisão do casal.

Na nota, Santana chama de "grotesca e absurda" a entrevista do ex-ministro ao jornal. "A grotesca e absurda entrevista do advogado José Eduardo Cardozo ao Globo faz-me romper o compromisso, que tinha comigo mesmo, de somente tratar dos termos das colaborações, minha e de Monica, no âmbito da Justiça", afirma o marqueteiro.

No texto, ele também alega que o casal havia sido avisado antecipadamente do risco de prisão pelas Polícia Federal. Segundo Santana, o informe "veio no sábado [dias antes da prisão], em e-mail redigido com metáforas, cuja cópia está anexada aos termos da nossa colaboração".

Como indícios, ele relata que chamou o seu "advogado à República Dominicana, onde conduzia uma campanha eleitoral, além de ter cancelado o retorno ao Brasil ", com passagem comprada e com reserva já confirmada. Santa e Monica voltaram ao Brasil no dia seguinte após terem sua prisão preventiva decretada pela Justiça.

O marqueteiro também reafirma o uso de caixa 2 nas campanhas presidenciais do PT em 2010 e 2014. " De forma cínica [Cardozo] diz que não houve caixa dois nas campanhas de 2010 e 2014. Pra cima de mim, José Eduardo?", finaliza.

Do 247

0 comentários:

Postar um comentário