sábado, 27 de maio de 2017

O alvo de Janot é Gilmar, Aécio é a desculpa

Veja diz que Janot mira Aécio para acertar Gilmar

"A alta cúpula da Justiça brasileira virou uma briga de vila, onde abuso de poder e falta de decoro são apenas os incidentes no solo de algo que se assemelha a um canil em fúria", diz Fernando Brito, editor do Tijolaço.

Revelação escandalosa – embora a esta altura tudo se possa esperar – da revista Veja: os agentes  que vasculharam os endereços de Aécio Neves, no Rio e em Minas, tinham ordens expressas para localizar tudo o que pudesse dizer respeito ao ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal e presidente do TSE, onde se vai julgar o destino de Michel Temer.

A alta cúpula da Justiça brasileira virou uma briga de vila, onde abuso de poder e falta de decoro são apenas os incidentes no solo de algo que se assemelha a um canil em fúria (evito outra expressão em homenagem a Cármem Lúcia, o retrato, e a Rosa “O que é que eu estou fazendo aqui?” Weber.)

Assistiram, com seus “data máxima vênia” ao processo de esculhambação da democracia representado pelo impeachment. Agora, vêem o mais franzino de seus integrantes, Luís Edson Fachin, unir forças com Rodrigo Janot para fazer uma “Curitiba no Planalto”e tomar o lugar dotucanão togado.

Vejam bem por onde andam “as esperanças do Brasil”.

247

0 comentários:

Postar um comentário