terça-feira, 1 de agosto de 2017

Governo Flávio Dino implanta novo distrito industrial bilionário gerando empregos para o Maranhão

O Novo Distrito Industrial de São Luís (Disal) compõe as estratégias do governo do Maranhão para atração de investimentos privados ao estado. Mais de 2 mil empregos diretos devem ser gerados com apenas um dos 32 empreendimentos que manifestaram interesse em se instalar na região, de acordo com informações divulgadas pelo executivo estadual.

Somente no canteiro de obras desta empresa, a maior do comércio varejista do Maranhão e que está investindo R$ 200 milhões na estruturação de um novo centro de distribuição, 170 trabalhadores foram contratados. Para se ter uma ideia da diversidade do Distrito Industrial, são 32 empreendimentos já demandados para instalação no novo modal, com investimentos iniciais de R$ 4,3 bilhões. São centros de distribuição de atacado e varejo, material de construção, fábricas de cimento, móveis, centros de logística e distribuição, galpões de armazenagem, geração de energia e gás, terraplanagem e outros.

O espaço foi estruturado por meio da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Energia (Seinc) para abrigar empreendimentos de diversos segmentos da cadeia produtiva industrial.

A localização escolhida para o novo Distrito Industrial considerou os principais meios de transporte, sendo perto do Aeroporto Cunha Machado, do Porto do Itaqui, da rede ferroviária e das margens da BR-135.

Para ampliar as vantagens de logística, o Governo do Estado está implantando no local serviços de infraestrutura com ligação de água, energia, internet, serviços públicos, ruas pavimentadas, locais para descarte e tratamento de resíduos, estacionamento de grande porte e portaria.

“Ao contrário de projetos de distritos industriais instalados em governos anteriores, nós estamos adequando essa área com todos os pré-requisitos necessários para que os empreendedores tenham condições logísticas de operação de suas atividades”, explica o titular da Seinc, Simplício Araújo.

Mais Empregos
Um dos principais efeitos dos investimentos no Novo Distrito Industrial é a geração de novas vagas de trabalho em todos os níveis de formação profissional. São 4.301 novos postos de trabalho diretos.

“Essa oportunidade de trabalho para mim é muito importante neste momento de crise. Temos colegas que ainda estão buscando trabalho, a gente sabe das dificuldades de quem não tem trabalho”, afirma Danilo Kaike Santos Amorim, de 24 anos, que trabalha na ferragem de uma das obras do Distrito Industrial.

Além da geração de mais oportunidades, as obras do Distrito Industrial também valorizam a formação e a qualificação dos profissionais. É o caso do técnico em Segurança do Trabalho, Pedro Henrique Nunes da Rocha, de 23 anos. Antes de conseguir trabalho na empresa que toca a obra no Distrito Industrial, ele atuava como auxiliar de serviços gerais.“Com essa obra, consegui uma vaga na área em que estudei, de segurança do trabalho. Hoje tenho muita satisfação no trabalho”, conta.

Situação semelhante vive Kabelmarks Morais de Oliveira, de 42 anos, contratado para serviços de montagem. “Antes de vir trabalhar aqui, eu vivia de tirar pedras na região do Aterro da Ribeira, um trabalho cansativo, eu ganhava pouco. Tenho cinco filhos pra criar e esta oportunidade melhorou da vida da nossa família”, relata.

Já o encarregado de obras Josimar Montalvão Rodrigues Freire, de 43 anos, encontrou no empreendimento a oportunidade para se manter no trabalho. “São 23 anos trabalhando entre os estados do Goiás e Pará e agora voltei ao Maranhão. Continuar trabalhando é importante”, diz.

“Para nós, a instalação do centro de distribuição no Novo Distrito Industrial oferece inúmeras vantagens, entre elas maior agilidade na logística e centralização e localização muito privilegiada. Isso vai garantir o abastecimento de nossas lojas e também os clientes do atacado com alto nível de qualidade e agilidade; distâncias serão encurtadas significativamente”, explica Leandro Ortegal, coordenador administrativo do projeto de instalação de um dos centros de distribuição do novo Distrito.

Dial
A Secretaria de Indústria, Comércio e Energia opera também na área do Distrito Industrial de São Luís (Dial). Inaugurado no início da década de 1980, o local não recebia reformas havia mais de uma década. O Dial receberá obras de infraestrutura, requalificação asfáltica, iluminação, sinalização vertical, dentre outras.

Do 247

0 comentários:

Postar um comentário