quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Mídia faz juiz do DF processar Lula sem provas

A defesa do ex-presidente Lula da Silva está perplexa diante da aceitação de denúncia contra ele pela Operação Zelotes. A petição dos seus advogados questiona quais são as provas do Ministério Público Federal e onde o petista cometeu como corrupção passiva.
“O Defendente [Lula] não consegue identificar com clareza de quais fatos teria que se defender, quais as contraprovas a produzir, em suma, o que esclarecer à Justiça… Digno de Franz Kafka!”, afirma a defesa.
Na denúncia acolhida pelo juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, o Ministério Público Federal acusa Lula e o ex-ministro Gilberto Carvalho de beneficiar montadoras de veículos por meio da edição de medidas provisórias.
De acordo com a denúncia, as empresas automobilísticas teriam prometido R$ 6 milhões a Lula e Carvalho em troca de benefícios para o setor.
O MPF se baseia em duas cartas encontradas na casa de um réu e destinadas a Lula que INSINUAM que ele recebeu propina, mas os advogados apontam que não há nenhum indício de que elas foram de fato enviadas ou chegaram às mãos do ex-presidente.
A aposta principal dos acusadores de Lula, porém,  é o rascunho encontrado na casa de um empresário e apresentado pelo MPF. Nele aparecem escritos “Pres.” e “Ok”. Para os procuradores, o papel seria prova de que Lula recebeu propina.
Rascunho apresentado como prova. Reprodução
Esse processo não estava andando por ser ridiculamente fraco, mas o juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, apavorou-se com reportagem da Folha de São Paulo publicada em 13 outubro último e que acusa a Justiça do Distrito Federal de “demorar” para abrir processo contra o ex-presidente.
A Folha comparou, na matéria, a velocidade com que a 13ª Vara de Curitiba age contra Lula e a velocidade “mais lenta” da 10ª Vara de Brasília contra o mesmo alvo.
O mais engraçado é que, dois meses antes, a mesma Folha de São Paulo publicou matéria que apontava que o juiz Sergio Moro julga processos contra Lula com rapidez “recorde”, jamais vista em outros processos no país…
O que espanta e indigna é uma pessoa ser processada sem que existam os mínimos elementos para abertura de tal ação judicial. Nesse aspecto, a manifestação da defesa do ex-presidente exprime toda indignação diante de tal absurdo.
Confira, abaixo, o comentário em vídeo:

Blog da Cidadania

0 comentários:

Postar um comentário