quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

DETECTADA FRAUDE EM NOTAS DE ALUNOS DO UNICEUMA

213 alunos beneficiados com fraude poderão ser indiciados por estelionato.
A polícia já identificou 213 alunos que se beneficiaram da fraude no Uniceuma. Segundo as investigações, o ex-funcionário conhecido por "Guru" fez nada menos que 400 alterações no sistema de emissão de notas da universidade. O caso vem sendo denunciado na imprensa desde o sábado (28).

O esquema envolve principalmente filhos de figurões do estado. Um filho de desembargadora, de deputado da região Tocantina e a filha de um vereador de São Luís são alguns dos beneficiados. Uma neta de ex-governador já falecido teria se formado em Odontologia "aprovada" de forma fraudulenta em 12 disciplinas.

Segundo os próprios universitários, alguns estudantes serviam de intermediários entre os interessados na fraude e "Guru". Ainda de acordo com as investigações, teve caso de intermediário recolher até R$ 30 mil para pagar o fraudador.

Essa pessoa que servia de elo poderia receber parte do arrecado ou mesmo a mudança de suas próprias notas. No entanto, os pagamentos, que chegaram até a R$ 1,7 mil por disciplina, só eram feitos após o aluno confirmar a mudança no sistema da universidade.

ESTELIONATO E FORMAÇÃO DE QUADRILHA
O delegado Breno Galdino, que investiga a fraude no Uniceuma, informou nesta quinta-feira (2) à TV Mirante que os alunos envolvidos no esquema serão indiciados pelos crimes de estelionato e formação de quadrilha. Vinte estudantes já foram ouvidos.

Galdino disse que pelo menos 700 estão envolvidos no caso. Galdino contou ainda ter ocorrido casos de alunos nem fazerem as provas de determinadas disciplinas e aparecerem como aprovados no final do semestre.

Disse também que até agora nenhum estudante e funcionário foi punido formalmente. "Precisamos ter certeza dos envolvimentos para procedermos as punições", justificou.

Com informações da Folha Maranhão

0 comentários:

Postar um comentário