sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

A DONA DA ELETRO ONDA TEM PRISÃO DECRETADA, CONFIRA

O Juiz de Direito da 2ª Vara da Comarca de Chapadinha Mário Henrique Mesquita Reis, decretou a prisão preventiva de Gerenilce Cardoso de Amorim, proprietária da Compra Premiada Eletro Onda por ter lesado inúmeros clientes no município de Chapadinha.
Juiz Mário Henrique Mesquita Reis, de Chapadinha
Assim como ocorreu em Chapadinha, a empresa continua lesando muitos consumidores buritienses que fecharam contrato na modalidade compra premiada, e não estão recebendo os objetos almejados, neste caso em particular são MOTOCICLETAS, em razão disso alguns consumidores estão acionando a firma na justiça.
Entenda o caso
As dificuldades da empresária em quitar seus compromissos já era bem visíveis, até a residência em Chapadinha, onde ela estava morando de aluguel, todos os móveis, que havia comprado recentemente, foram levados pelos donos das lojas, por falta de pagamento das prestações.
Clientes e Funcionários da matriz da Compra Premiada Eletro Onda em Chapadinha, Revoltados com essa situação, saquearam o estabelecimento, na tarde de quinta-feira, (15). Os funcionários alegaram que não estavam mais recebendo os seus salários, os clientes reclamavam que estavam sendo lesados, pois pagaram todas as prestações contratuais e ainda não tinham recebido os bens contemplados.

Inconformados com o não recebimento das contraprestações, decidiram saquear a loja da Eletro Onda em Chapadinha, levaram tudo, em frente a Eletro Onda, via-se camionetes, caminhões carregados de material de escritório da loja, como cadeiras, mesas, ventiladores, armários, ar condicionados, portas e até divisórias.

Como começou o saque
O saque começou quando um computador, contendo todas as informações dos clientes, foi levado. Segundo uma funcionária, a confusão começou à tarde, quando um ex-funcionário, autorizado pela empresária, desmontava os aparelhos de ar condicionado da loja, para serem entregues aos ex-colaboradores, como forma de pagamento de rescisões trabalhistas. “Nesse momento, alguns clientes, que estavam do lado de fora da Eletro Onda, viram o que estava acontecendo e resolveram entrar e saquearam praticamente a loja toda”, disse a funcionária.
O interior da loja ficou tudo revirado, papeis e documentos jogados, como se um furacão tivesse varrido o local. Os saques só foram interrompidos com a chegada da Polícia Militar. Assustada, a única funcionária da loja não pôde fazer nada.

Versão da empresária depois do saque
Por telefone a proprietária da compra premiada, Gerenilce Amorim, afirmou que realmente existem dívidas com funcionários e clientes, mas que está se esforçando para quitá-las. “Lamento que tudo isso tenha acontecido, mas estamos providenciando um empréstimo para pagar nossas dívidas com clientes e funcionários. Não quero deixar essa pendência com o povo de Chapadinha, uma cidade que tão bem me acolheu. Nosso advogado – Luciano Carvalho – está cuidando desta parte jurídica e poderá dar outras informações”, disse Gerenilce .

Com informações do CN1

0 comentários:

Postar um comentário