terça-feira, 3 de maio de 2011

ASSALTO EM LUZILÂNDIA(PI) DEIXA 2 PESSOAS MORTAS

Um bando de seis homens armados com metralhadoras e fuzis assaltou hoje uma agência do Banco do Brasil na cidade de Luzilândia, no Piauí. Na fuga, o grupo trocou tiros com a Polícia Militar e matou Humberto Rodrigues Veloso, gerente do banco, que havia sido levado como refém. Um dos bandidos também foi morto e um policial ficou ferido. O valor levado não foi informado.

Os seis homens chegaram ao banco na hora abertura da agência. Havia cerca de cem pessoas no local, por ser o segundo dia útil do mês. Os clientes foram rendidos e o gerente foi tomado como refém. O bando mandou os clientes deitarem no chão e depois saírem da agência apenas com a roupa de baixo.

A polícia foi acionada e tinha três homens para fazer a segurança do município, de 24.257 habitantes. Os policiais estavam armados com revólver 38 e, mesmo assim, enfrentaram os bandidos. No tiroteio, que durou cerca de 40 minutos, um dos assaltantes, conhecido como Magnus, foi atingido. Ele chegou a ser levado para o Hospital Regional Gerson Castelo Branco, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Testemunhas informaram que ele não era da cidade, mas estava lá há alguns meses. A polícia suspeita que ele era o informante do grupo, que levantou as informações para o planejamento do assalto.

A Secretaria Estadual de Segurança Pública mandou reforço policial, viaturas e um helicóptero para auxiliar no combate aos assaltantes. Na fuga, em uma Toyota Hillux, a quadrilha levou o gerente do banco e mais sete pessoas como reféns. Os pneus do carro dos bandidos foram alvejados pela polícia e eles executaram um dos reféns.

Segundo informações da Secretaria de Segurança, duas metralhadoras foram apreendidas pela polícia. O restante do bando está foragido e a polícia continuava procurando os bandidos nesta tarde, fazendo um cerco entre os estados do Piauí e do Maranhão. A polícia do Maranhão também foi acionada. Dois helicópteros sobrevoavam a região para tentar encontrar o bando.

O secretário Estadual de Segurança, Robert Rios Magalhães, disse que os bandidos estão cercados entre o município de Joca Marques e a divisa com o Maranhão. Segundo o secretário, pela ousadia do crime, a quadrilha não é amadora. "São profissionais. Não será inútil a morte desse gerente. Ser bancário, de repente, se tornou profissão de alto risco e isso não vai ficar assim. Todos os esforços serão desenvolvidos e depois vamos repensar a segurança de Luzilândia", afirmou.

Greve
A Polícia Civil está em greve no Estado do Piauí há 18 dias, reivindicando um reajuste de 24% e melhores condições de trabalho. Mas o secretário de Segurança afirmou que a greve não prejudica as investigações ao assalto em Luzilândia, porque não há nenhum policial civil da cidade em greve.

LUCIANO COELHO - Agência Estado

0 comentários:

Postar um comentário