quinta-feira, 11 de maio de 2017

Duque o enganou e Leo Pinheiro mentiu, disse Lula a Moro

Em seu depoimento de cinco horas ao juiz federal Sergio Moro nesta quarta em Curitiba, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que o ex-diretor da Petrobras, Renato Duque, mentiu ao ser questionado se possuía uma conta no exterior; Lula negou que tenha orientado o empresário Leo Pinheiro, da OAS, a destruir supostas provas de propina; "Isso nunca aconteceu e nunca vai acontecer", afirmou Lula ao ser questionado por Moro.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva confirmou, em depoimento ao juiz Sérgio Moro nesta quarta (10), o encontro com o ex-diretor da Petrobras Renato Duque no hangar do aeroporto de Congonhas, em São Paulo e que perguntou a ele sobre a existência de contas no exterior, o que teria sido negado por Duque.

"Lula disse que, diante dos boatos de corrupção na Petrobras, pediu para o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto para agendar uma conversa com Duque. "Eu pedi para o Vaccari, porque eu não tinha amizade com o Duque, trazer o Duque para conversar", afirmou. "E a pergunta que eu fiz para o Duque foi simples: 'Tem matérias nos jornais, tem denúncias de que você tem dinheiro no exterior, que está pegando da Petrobras, não sei de onde. Você tem conta no exterior?' Ele falou 'Não tenho'. Eu falei 'Acabou, se não tem...' Sabe, não mentiu para mim. Mentiu para ele mesmo."

Em depoimento dias atrás, Duque relatou esse encontro em Congonhas, mas deu uma versão diferente para o desfecho da conversa. Afirmou que recebeu orientação do ex-presidente para fechar contas no exterior.
Moro insistiu em perguntar se Lula tinha conhecimento da relação de amizade entre Vaccari e Duque. O ex-presidente repetiu várias vezes que sabia apenas que eles tinham 'relação', mas não necessariamente de amizade.

Lula negou que tenha orientado o empresário Leo Pinheiro, da OAS, a destruir provas de propina. "Isso nunca aconteceu e nunca vai acontecer", afirmou Lula ao ser questionado por Moro." [Valor].

Com informações do 247

0 comentários:

Postar um comentário