domingo, 1 de março de 2020

BOLSONARO É MOVIDO A SORDIDEZ


O vagabundo que preside este país disse hoje que os torturados pelo regime militar não sofreram nada.


“É tudo cascata cascata para ganhar indenização”, disse aos aduladores do cercadinho na porta do Alvorada.
Pau-de-arara, cadeira o dragão – onde se aplicavam choques elétricos aos presos – farpas de bambu e agulhas enfiadas sob as unhas, tudo iso era, claro, para ganhar uma”graninha”.
Só uma mente podre como a de Jair Bolsonaro pode, gratuitamente, fazer a apologia da brutalidade covarde da tortura. Sua cabeça, seja lá o que tem dentro dela, é movida a sordidez.
Este é o tipo de “combate” que militares como ele gostam: o adversário amarrado, algemado, sangrando e indefeso como objeto de sua “valentia”.
O Brasil fez um imenso esforço para se pacificar e este sujeito vem ofender o mortos e debochar de quem passou por dores, sofrimentos e humilhações e, agora, no final da vida, ainda segue assombrado pelas sessões e horror pelas quais passou.
Muitos deles, militares honrados, que cometeram o “crime” de serem legalistas.
O general Ernesto Geisel tinha toda razão ao referir-se a Jair Bolsonaro como um “mau militar”.
E o que Geisel, então, iria dizer dos generais que, hoje, servem de escolta ao ex-capitão?
Que laurel para o fim de suas carreiras, não é? Virarem vovôs de miliciano e torturadores ad hoc.
Do Tijolaço.
Reações:

Um comentário:

  1. Na seara política, de vez em quando surgem oportunistas e pilantras, que se apresentam como salvadores da pátria, defensores da família e dos bons costumes, “fazem bravatas, ameaçam os opositores que a eles não se curvam, impressionam os incautos, mas não resistem ao mínimo choque”.

    Jair Bolsonaro é um desses “mitos” de ocasião, forjado nas redes sociais como salvador da pátria, uma espécie de messias que seria capaz de tudo resolver, mas bastaram poucos meses de governo para mostrar que, na prática, Bolsonaro não passa de um político despreparado, fraco, inconsequente, inseguro e vacilão.

    Sua atuação na presidência da República tem sido até aqui uma demonstração gratuita de incompetência profunda; para muitos, uma grande decepção.

    Desde que assumiu o mandato não fez outra coisa senão expor ao ridículo a sua própria estupidez, que parece ingênita.

    Após um período de mais de 30 anos de democracia, é lamentável ver o país mergulhar outra vez na escuridão de um regime obscurantista que se pretende despótico.

    Não há dúvidas de que, com Bolsonaro no poder, caminha o Brasil inevitavelmente para dias difíceis e sombrios, marcados que poderão ser por um grave retrocesso civilizacional, um período de completa escuridão !!

    Às vezes, porém, é preciso “mergulhar na escuridão para aprender a valorizar a luz”.

    ResponderExcluir