segunda-feira, 30 de outubro de 2017

A máfia das falências do Paraná, por Luis Nassif

No segundo artigo da série sobre a Indústria da Delação Premiada, foram citados dados sobre uma máfia das falências que atuou por anos no Paraná.
Depois disso, recebemos informações sobre a amplitude do esquema. Segundo a reportagem “PF investiga a máfia das falências no PR”,
​Segundo a reportagem: “O teor das conversas entre advogados e magistrados chamou a atenção da PF, da Corregedoria e do Ministério Público. O tom de amizade entre advogados e desembargadores sugere a existência de um conluio. E o receio de magistrados de conversar por telefone, sugerindo encontros reservados, reforçou a suspeita”.
A matéria é de 2013. De lá para cá, pouco se soube. 
Segundo informações que chegaram, os maiores escândalos envolveram as seguintes massas falidas:
Consórcio Garibaldi, do notório Toni Garcia.
Dela Química;
Gronal, empresa têxtil;
Moinho Graciosa;
Tip Top Alimentos.
Quem tiver informações sobre o caso, poderá enviá-las pelos comentários ou então pelo e-mail repauta@jornalggn.com.br, devidamente assegurado o sigilo de fonte.
GGN

0 comentários:

Postar um comentário