sexta-feira, 9 de abril de 2021

GOVERNO BOLSONARO RESOLVE ESCONDER NÚMERO DE VACINAS DISTRIBUIDAS, POR FERNANDO BRITO

Lembra quando o Ministro Eduardo Pazuello deixou de divulgar o número de casos e de mortes provocadas pela Covid-19?

Pois quem esconde a doença também resolveu esconder a vacina para curá-la.

Depois de ver frustrados várias vezes os cronogramas oficiais de vacina, o Ministério da Saúde, agora sob a gestão do escorregadio Marcelo Queiroga, “decidiu que não irá mais divulgar a previsão de doses que espera receber a cada mês” diz o Estadão, noticiando que isso foi confirmado pela própria pasta.

Agora, quem quiser saber quantas vacinas chegaram para tentar interromper a tragédia sanitária tem de ir perguntar aos fabricantes.

E a razão é clara: que não se veja o quanto o discurso oficial é contrariado pelos fatos. O jornal registra:

Pela previsão de fevereiro, o Brasil encerraria o mês de março com 68 milhões de imunizantes distribuídos. Segundo dados dessa quinta-feira, 8, foram entregues 45,2 milhões de doses.

E em abril vai ser pior. Na hipótese de tudo correr como está previsto, teremos perto de 25 milhões de doses já entregues ou por entregar neste mês: 18,8 milhões da Fiocruz (16,6 milhões por entregar) e 6 milhões da Coronavac (2 milhões entregues e 4,5 milhões por entregar). Neste caso, o atraso na chegada de insumos, prometidos agora para o final da próxima semana, inviabiliza a entrega ainda este mês do que se puder fabricar.

Tijolaço.

0 comentários:

Postar um comentário