sábado, 22 de maio de 2021

EM CARTAZ, NO RIO, “OS TARADOS DO ASFALTO’, POR FERNANDO BRITO

Tendo Jair Bolsonaro como “macho-alfa”, motociclistas desfilarão no Rio, da Barra ao Aterro do Flamengo, em apoio a quem consideram seu líder.

É segundo eles, “um passeio”, não uma manifestação, até porque não são capazes de apontar uma razão para o ato.

O que poderia ser? Coloroquina ampla, geral e irrestrita? Queremos pistolas e fuzis? “Sai de casa, seu maricas imbecil?”.

Hell’Angels, “Anjos do Inferno”, a comparação não é má, embora eles sejam. Ou, pelo menos, tentem ser, com caras de mau, tatuagens “sinistras”, adolescentes senis, ou quase.

Quase não haverá mulheres, quase todas na garupa dos “centauros”.

Que se danem as pessoas que estão morrendo de fome, os coitados que enchem as ruas cariocas, não estamos aqui para mitigar o sofrimento humano, mas para proclamar a “superioridade dos fortes”.

Essa é a política da selva, não a da civilização.

Pobre povão, que achou que as motos eram seu ganha-pão como entregadores ou mototaxistas, zunindo entre os carros sem pensar nos perigos.

Outras motos rolam, roncando grosso, contra o miado fino daquelas onde aprendem que a vida é abandono, sofrimento e dor.

Tijolaço.

0 comentários:

Postar um comentário