domingo, 2 de maio de 2021

"COMO O BRASIL FOI TOMADO POR IGNORANTES, MENTECAPTOS, OLIGROFRÊNICOS E BURROS DE TODO TIPO?" DIZ MÁRCIA TIBURI

A professora de Filosofia lembra que o país, com "intelectuais geniais e gente inteligente, culta e democática", é governador por "espantalho descerebrado".

(Foto: Mídia NINJA)

A professora de Filosofia Márcia Tiburi disse estranhar a razão pela qual o Brasil “foi tomado por ignorantes, mentecaptos, oligofrênicos e e burros de todo tipo."

A manifestação foi no Twitter (abaixo). "Para animar o domingo:como um país com intelectuais geniais em tantas áreas, um país de gente inteligente, culta e democrática, foi tomado por ignorantes, mentecaptos, oligofrênicos e burros de todo tipo? Como o Brasil se deixa governar por um espantalho descerebrado? Pensemos juntos!”.

A declaração foi tomada no mesmo dia em que o Washington Post diz que o Brasil recebe pouca ajuda para enfrentar a pandemia por causa dos insultos de Jair Bolsonaro a outros países.

A resposta aos pedidos de ajuda do Brasil "tem sido basicamente um encolher de ombros, uma crítica aos erros do Brasil – e uma ação limitada , até agora”.

Uma possível resposta ao tuíte de Márcia Tiburi é a ação organizada da velha imprensa para construir o ódio contra Lula e o Partido dos Trabalhadores.

Na véspera da eleição de 2018, o jornal O Estado de S. Paulo publicou editorial em que afirma que votar em Haddad ou Bolsonaro era “uma escolha muito difícil”.

Haddad era um professor universitária com atuação aprovada como ministro da Educação e uma administração municipal que elevou a cidade de São Paulo a grau de investimento.

Bolsonaro tinha quase 30 anos de atuação na Câmara dos Deputados e apenas dois projetos aprovados.

Tinha se destacado por manifestações agressivas em relação a mulheres e homossexuais.

Hoje o jornal volta a atacar Lula, e o considera símbolo da corrupção, embora se saiba que foi processado e julgado por um juiz incompetente, suspeito e parcial, conforme o Supremo Tribunal Federal - STF julgou recentemente.

Brasil 247.

0 comentários:

Postar um comentário